Respostas
B. Piropo
Anteriores:
< Hardware >
Volte de onde veio
14/02/2000

< O que é SMART? >


P: Qual a função do SMART? Tenho informações que não coincidem umas com as outras. Uma diz que detecta alguns tipos de erro no HD e avisa para salvar os arquivos, outra diz que só existe em discos SCSI. Qual sua verdadeira função? É necessário deixá-la habilitada no setup?

< Paulo Cesar Nunes >

R: SMART é o acrônimo de Self-Monitoring, Analysis and Reporting Technology, ou tecnologia de auto-monitoramento, análise e aviso. Dependendo do fabricante, recebe nomes diferentes, como PFA (Predictive Failure Analysis) da IBM e DPF (Drive Failure Predication) da Compaq. Trata-se de uma ferramenta de diagnóstico que monitora as funções básicas de um disco rígido com o objetivo de prever possíveis falhas e alertar o usuário antes que ocorram. Os dados coletados são analisados e comparados com "indicadores potenciais de falhas", parâmetros estatísticos obtidos através da identificação, observação e análise dos sintomas de falhas típicas de cada mecanismo. A análise gera um indicador global de confiabilidade. Quando o valor deste indicador se situa abaixo de um nível aceitável, o SMART avisa o usuário que um defeito pode ocorrer em breve, permitindo que ele providencie uma cópia de segurança e, se for o caso, a substituição do drive. A tecnologia SMART é baseada em dados estatísticos, portanto não antecipa com segurança absoluta a ocorrência de todos os defeitos, mas pode ser considerada como uma boa ferramenta auxiliar. O SMART é constituído por software implementado tanto no controlador do disco rígido quanto no computador (seja sob a forma de um driver, seja implementado diretamente no BIOS). O módulo implementado no disco observa permanentemente o desempenho de componentes vitais, como os dispositivos mecânicos de movimentação das cabeças de leitura/gravação, as próprias cabeças, motores e rolamentos, além da superfície magnética e componentes eletrônicos, e envia os dados para o módulo implementado no computador, que os analisa e determina o índice global de confiabilidade. Quando este índice atinge um valor crítico, o SMART toma providências que, dependendo da implementação, vão desde a simples emissão de um alerta até a execução de rotinas mais elaboradas que avisam o usuário, reduzem a carga sobre o disco afetado, relocam arquivos importantes e iniciam automaticamente a execução de cópia de segurança. Existem ainda programas auxiliares que interrogam o sistema SMART e informam o usuário sobre o status do drive. A tecnologia SMART foi desenvolvida originalmente para interfaces SCSI, mas já se integrou à interface ATA (ou EIDE). Está implementada na maioria dos discos rígidos modernos e em quase todos os BIOS de fabricação recente. E, efetivamente, para que desempenhe suas funções, é preciso não somente estar implementado no HD e no BIOS, como também estar habilitado no SETUP.

B. Piropo

 

 


URL: http://www.bpiropo.com.br
Copyright © Benito Piropo Da-Rin
WebMaster:
Atualizada em
(MM/DD/AA) + Hora