Respostas
B. Piropo
Anteriores:
< Hardware >
Volte de onde veio
21/05/2001

<Devo desligar o micro >
< para economizar energia?
>


P: Com o racionamento de energia iminente, você acha conveniente desligar o computador quando não estiver sendo usado ou a economia é desprezível?

Bento Guimarães

R: A potência consumida por um computador doméstico típico anda na casa das poucas centenas de watts (de 200 a 350 watts). A ela deve-se somar o consumo do monitor, da ordem de 100 W. O consumo total situa-se, tipicamente, entre 300 W e 450 W. Isso corresponde a manter acesas cinco a sete lâmpadas incandescentes de potência média (60 watts cada). É um consumo razoável. Por outro lado, além da perda de tempo enquanto se espera a inicialização do sistema operacional e a carga dos programas, ligar o micro freqüentemente tem também sérios inconvenientes já que é justamente aos serem energizados que os componentes recebem a maior carga de tensão (componentes submetidos a um liga-desliga freqüente têm a vida útil substancialmente reduzida). Então nesse caso, como em qualquer outro, deve-se usar o bom senso. Se o computador permanecer fora de uso por um período significativo (mais de uma hora, digamos), desligue. Se a interrupção for apenas da ordem de alguns minutos, deixe ligado. Por outro lado, se o micro usa o gerenciamento avançado de energia (APM de Advanced Power Management) e o sistema operacional suporta a interface avançada de configuração e energia (ACPI, de Advanced Configuration and Power Interface), você pode obter uma redução significativa de consumo quando a máquina estiver inativa. O ACPI permite gerenciar o consumo de energia em estágios, desligando progressivamente dispositivos como vídeo e discos rígidos e indo até o chamado “estado de espera”, no qual o consumo de energia de todos os componentes é sensivelmente reduzido, inclusive da CPU, que passa a operar em freqüência mais baixa (o sistema voltará à operação normal assim que for detectada alguma atividade do mouse ou do teclado). Ajusta-se o tempo de inatividade após o qual entrará em ação cada uma dessas ações abrindo o objeto “Opções de Energia” do Painel de Controle e entrando com os períodos desejados nas caixas correspondentes da aba “Esquemas de energia” (se as opções não estiverem disponíveis, ou o micro não suporta o APM ou a função foi desabilitada no setup; nesse caso, verifique a página “Power Management” do setup e habilite-a se estiver disponível). Na aba “Avançado” pode-se ajustar parâmetros adicionais, como a exigência de senha para sair do modo de espera, a exibição de ícone na barra de tarefas e a escolha entre o estado de espera e o modo hibernação (ver adiante) ao se acionar o botão “desligar” do micro. Convém lembrar que se o micro estiver em estado de espera e houver um corte de energia, além da perda dos dados dos arquivos abertos e não gravados, o hardware pode sofrer danos e o sistema operacional certamente acusará o desligamento inadequado. Isso significa que ele pode ser útil para economizar energia mas não para enfrentar os cortes (“apagões”) previstos para breve. Quando forem implementados será preciso efetivamente desligar o micro ou pô-lo no modo de hibernação antes do horário previsto para o corte. Este modo foi concebido originalmente para uso em notebooks mas hoje a maioria dos micros de mesa o suportam. Como dispensa a carga dos programas e arquivos ao religar o micro, poderá vir a ser muito útil para fazer face aos “apagões”, já que permite interromper o trabalho antes do corte e retomá-lo depois no mesmo ponto. Ao entrar nesse modo, o micro e seus dispositivos são efetivamente desligados, mas uma “imagem” do estado do sistema é gravada em disco rígido. Quando a máquina é religada, o sistema é reinicializado e essa “imagem” é carregada, passando-se a trabalhar como se nada houvesse ocorrido: os mesmos programas estarão abertos e os mesmos arquivos carregados. Para usar o modo de hibernação, tanto o hardware (micro) quanto o software (sistema operacional) devem suportá-lo (também nesse caso, se o sistema não o suporta, não aparecerá a opção correspondente na aba “Avançado” de “Opções de energia”). Finalmente: alguns teclados incluem um botão (“Sleep” ou algo parecido) que permite fazer o micro entrar imediatamente no modo de espera ou hibernação, de acordo com ajuste do usuário. Se seu sistema suportar, ajuste-o para o modo de hibernação e aperte-o alguns minutos antes de cada “apagão”.

B. Piropo

 

 


URL: http://www.bpiropo.com.br
Copyright © Benito Piropo Da-Rin
WebMaster:
Atualizada em
(MM/DD/AA) + Hora