Respostas
B. Piropo
Anteriores:
< Hardware >
Volte de onde veio
03/05/2004

<Micro ligado semanas a fio>


P: Estou viciado em programas P2P onde é possível baixar álbuns inteiros e shows na íntegra. Como os arquivos são enormes (chegando às vezes a 1GB) e a taxa de transferência é baixa, meu computador passa dias ligado, às vezes duas, três semanas direto. Isso é prejudicial ao computador? Estou reduzindo seu tempo de vida útil ou corro o risco de queimá-lo? Ele fica ligado à temperatura ambiente, sem refrigeração em momento algum.

“André Dias”  

R: Deixar o micro permanentemente ligado é bom ou ruim? Bem, isso depende. Há usuários que, embora usem seus computadores poucas horas por dia, deixam as máquinas ligadas semanas a fio simplesmente porquê não querem esperar alguns minutos a cada inicialização do sistema. E há outros, como você, que deixam o computador ligado porque ele está “fazendo alguma coisa” (no seu caso, baixando arquivos) sem a assistência do dono. Então, vamos por partes, começando pelo final. Diz você que o micro fica “ligado à temperatura ambiente, sem refrigeração”. Essa informação, sozinha, não significa muito. O que realmente importa são as temperaturas da CPU, do interior do gabinete e ambiente. Há programas, fornecidos no CD de instalação da placa-mãe, que mostram estas temperaturas (o das placas ASUS, por exemplo, chama-se ASUS Probe e, o das placas SOYO, Soyo HW Monitor). Segundo a Intel, a temperatura ambiente não deve ultrapassar os quarenta graus centígrados. Já a temperatura no interior do gabinete depende da freqüência de operação do microprocessador. Por exemplo: para o Pentium 4 de 1,3 GHz deve se situar abaixo dos 69 graus centígrados (veja mais informações em
<http://support.intel.com/support/processors/pentium4/sb/CS-007999.htm>).
Então: se a temperatura do ambiente que cerca seu micro se situar acima dos quarenta graus centígrados e a temperatura no interior do gabinete permanecer acima dos, digamos, 65 graus centígrados por longos períodos, não convém deixá-lo permanentemente ligado. Isso vale para o risco de “queimar” o componente, como diz você. Já no que toca à redução da vida útil: é claro que um micro permanentemente ligado tem a vida útil significativamente reduzida. Mas a vida útil de componentes eletrônicos é longa, muito superior a dez anos. Se o uso constante reduzi-la, digamos, à metade, seu micro será confiável por mais de cinco anos. Em um mercado em que a obsolescência se dá em cerca de três anos, isso não me parece um problema grave. Eu mesmo procedo assim: se meu micro está “fazendo alguma coisa”, deixo-o ligado o tempo que for necessário, não importa quão longo seja o período. Do contrário, costumo deixá-lo ligado enquanto eu estiver por perto, só desligando à noite ou quando saio de casa por mais de uma hora. Até hoje, não tive problemas com isso.

B. Piropo

 

 


URL: http://www.bpiropo.com.br
Copyright © Benito Piropo Da-Rin
WebMaster:
Atualizada em
(MM/DD/AA) + Hora