Respostas
B. Piropo
Anteriores:
< Hardware >
Volte de onde veio
17/02/1997

<Particionando discos>
<rígidos maiores que 2Gb>


P: Comprei um HD de 3.1Gb e gostaria de formatá-lo em uma única partição de 3100 Mb. O Manual da placa-mãe diz que ela suporta até 8.4 Gb, mas o máximo que consigo é 2 Gb.
R: Seu drive provavelmente obedece ao padrão ATA, cuja capacidade máxima está limitada em cerca de 125Gb (16 faces com 65.536 cilindros de 255 setores com 512 bytes cada). Já o BIOS de sua placa mãe aceita drives com pouco mais de 8Gb (256 faces com 1.024 cilindros de 63 setores com 512 bytes cada). Se você estivesse usando um sistema operacional que adotasse um sistema de arquivos decente como o NTFS do Windows NT ou o HPFS do OS/2, poderia formatar o HD em uma única partição. Mas você está usando o DOS, um sistema operacional desenvolvido no tempo em que não havia discos rígidos. Até a versão 7.0 (inclusive) usada para carregar o Windows 95, o DOS ainda emprega um sistema de arquivos denominado FAT (File Allocation Table, ou tabela de alocação de arquivos) que usa uma tabela interna para encontrar os arquivos no disco, numerando seqüencialmente grupos de setores chamados "conglomerados" ou clusters, cujo tamanho varia com a capacidade total do disco rígido. Em discos cuja capacidade exceda a 1Gb cada cluster ocupa 64 setores, o maior tamanho admissível. Como o cluster é a menor unidade possível de alocação de arquivos (o sistema operacional não "sabe" localizar meio cluster), em um disco destes gasta-se no mínimo 32K (64 setores de 512 bytes) para gravar qualquer arquivo, mesmo que ele contenha um único byte - o que desaconselha aumentar ainda mais o tamanho do cluster, pois o desperdício de espaço em disco se tornaria intolerável. A tabela interna (FAT) usada pelo DOS armazena os números dos clusters em entradas de 16 bits cada. O que limita o total de clusters em 65.536, a maior quantidade que "cabe" em 16 bits. Como o cluster não pode ser maior que 32K, a capacidade do disco (no caso, da unidade lógica, ou partição, que é vista pelo sistema de arquivos como um "disco" independente) fica limitada a 2Gb quando se usa o DOS. A partir de agosto do ano passado, a Microsoft passou a distribuir o que ela chama de "Windows 95 OEM Service Release 2 (OSR2)", também conhecida por DOS 7.1 ou Windows 95 versão 950b, que resolve este problema através da denominada "FAT-32", uma adaptação do sistema de arquivos que aumenta o tamanho das entradas na tabela para 32 bits (mas nem todos armazenam o número do cluster; alguns são reservados para outros fins), o que permite trabalhar com clusters menores e ainda assim aumentar a capacidade da unidade lógica (com clusters de 4K pode-se alcançar partições de 8Gb). Se você quiser, pode usar a FAT-32 e formatar seu drive de 3Gb em uma única partição, mas deve levar em conta algumas restrições: nenhum outro sistema operacional (inclusive o Windows NT da própria MS) reconhecerá o disco, você somente poderá usar utilitários de discos especialmente desenvolvidos para a FAT-32, alguns programas não rodarão e muitos drivers antigos (inclusive alguns necessários para usar dispositivos SCSI) não funcionarão.

B. Piropo

 

 


URL: http://www.bpiropo.com.br
Copyright © Benito Piropo Da-Rin
WebMaster:
Atualizada em
(MM/DD/AA) + Hora