Respostas
B. Piropo
Anteriores:
< Hardware >
Volte de onde veio
31/03/97

<Tamanho e posição do gabinete>


P: Eu li que um gabinete maior que o minitorre melhora a ventilação. O processador já possui um pequeno ventilador. Será mesmo necessário um gabinete maior ?
R: Não é uma questão de ventilação, mas de espaço. Na mesa de trabalho e dentro do gabinete. Um gabinete maior, com mais espaço interior, facilita o trabalho quando se precisa instalar mais uma placa, fazer um upgrade, em suma, mexer dentro dele. Mas ocupa mais espaço sobre a mesa. Ao fim e ao cabo, trata-se apenas de preferência pessoal. Eu, particularmente, prefiro gabinetes maiores.


P: Quem precisa de espaço na mesa de trabalho pode fazer uma máquina desktop trabalhar "de lado" como se fosse um gabinete tipo torre sem comprometer seu funcionamento?
R: Em um micro comum os únicos dispositivos que contêm partes móveis (e que, portanto, poderiam sofrer a influência da posição) são os drives, tanto os de disquetes quanto o de CD-ROM e os discos rígidos. Tudo o mais são circuitos eletro-eletrônicos nos quais a posição não exerce influência alguma. Quanto aos drives: os de disquete, seja de 3"1/2, seja de 5"1/4, podem funcionar em qualquer posição. Já quanto aos discos rígidos, os modelos antigos que obedeciam aos padrões MFM ou RLL podiam funcionar tanto "deitados", ou seja, na horizontal com a face correspondente à placa de circuito impresso voltada para baixo, quanto "de lado", ou seja, apoiado em uma das faces laterais e com a face correspondente à placa de circuito impresso voltada para um dos lados direito ou esquerdo. Mas havia uma restrição: o disco rígido deveria ser particionado e formatado na posição em que iria funcionar. Para trocar de posição ele teria que ser reparticionado e reformatado. Já os discos rígidos modernos, tanto os que obedecem ao padrão IDE quanto SCSI, podem funcionar em qualquer posição exceto a que corresponde à face trazeira (onde estão os conectores) voltada para baixo. E podem mudar de posição a qualquer momento sem necessidade de reparticionar ou reformatar. Resta o drive de CD-ROM. Se o modelo for do tipo que usa "caddie" (uma caixa plástica com tampa transparente e fundo dotado de uma lâmina metálica que mantém o disco protegido quando fora do drive), deve funcionar preferivelmente na horizontal, se bem que também possa funcionar apoiado em uma das faces laterais. Se o drive não usa caddie, é preciso examinar a prateleira que recebe o disco. Nos modelos que podem funcionar "de lado", ela é dotada de pequenas lingüetas que podem ser ajustadas de forma a suportar o disco quando a prateleira se abre e o drive é montado nesta posição. Em resumo: se os discos rígidos são IDE ou SCSI, como é provável, o único dispositivo que pode restringir a posição da máquina é o drive de CD-ROM. Se este periférico puder funcionar "de lado", nada impede que a máquina seja posta nesta posição.

B. Piropo

 

 


URL: http://www.bpiropo.com.br
Copyright © Benito Piropo Da-Rin
WebMaster:
Atualizada em
(MM/DD/AA) + Hora