Respostas
B. Piropo
Anteriores:
< Hardware >
Volte de onde veio
23/08/98

<O que usar para substituir>
< disquetes de 1,44Mb?>


P: Tenho vários arquivos (fotos, games, ...) armazenados em discos de 3 1/2. O problema é que estes discos tem a capacidade de armazenamento de apenas 1.44Mb, e com isso o número de discos que tenho começa a aumentar. Gostaria de saber que outras formas eu tenho para armazenar estes arquivos que não sejam no próprio micro. Existem discos de 3 1/2 com maior capacidade? Os Zip disks precisam de um Zip drive certo? E qual a sua capacidade? Posso trabalhar com CD-ROM's como se fossem disquetes, gravando e regravando sempre que alguma atualização se fizer necessária? Para isso preciso de algum equipamento especial (placa, software)?
R: Penso que os disquetes de 3,5" e 1,44Mb de capacidade tendem a desaparecer exatamente em virtude do problema que você está enfrentando, Henrique. A alternativa é usar meios de armazenamento removíveis de maior capacidade. O problema é escolher o tipo, já que há diversos e cada um tem suas vantagens e desvantagens. Os mais aceitos pelo mercado (e por isso encontrados mais facilmente e a menor preço) são os disquetes de alta capacidade, os CD graváveis e regraváveis (CD-R e CD-RW) e os cartuchos removíveis tipo Bernouilli. Dos primeiros, há dois tipos: os discos Zip e os que obedecem ao padrão LS-120. Os primeiros têm uma capacidade de 100Mb e são os mais comuns. Exigem, sim, um drive especial e, apesar de seu fator de forma semelhante aos dos disquetes de 1,44Mb, não são intercambiáveis (ou seja: um drive Zip não lê nem grava disquetes de 1,44). O padrão LS-120, aberto, veio justamente para fazer face ao Zip, uma tecnologia proprietária e patenteada pelo fabricante. Os disquetes têm 120 Mb de capacidade. Também exigem um drive especial, mas têm a vantagem de serem compatíveis com os disquetes magnéticos de 1,44Mb (que, portanto, podem ser lidos e gravados no drive LS 120). A maior capacidade, a compatibilidade com os disquetes de 1,44Mb e o fato de ser um padrão que pode ser adotado por qualquer fabricante são fortes argumentos a favor do padrão, mas apesar disso ele não foi largamente disseminado. Acima dele, vêm os CDs graváveis ou regraváveis. Os primeiros são mais comuns e mais baratos. O problema é que depois de gravado, seu conteúdo não pode ser alterado. Já os segundos são bem mais caros, porém podem ser "apagados" e regravados. Embora ambos suportem a técnica de gravação em multisseção (ou seja, gravar conjuntos de arquivos em sucessivas sessões de trabalho), perde-se com ela tanto espaço de armazenamento que o mais recomendável é "juntar" arquivos até completar a capacidade do disco (que é de 650Mb tanto no caso do CD-R quanto no do CD-RW) e gravá-los todos de uma vez. Exigem drives especiais para a gravação (diferentes entre si, sendo mais caros os drives de CDs regraváveis), mas podem ser lidos em qualquer drive comum de CDs (inclusive, no caso dos discos de áudio, podem ser "tocados" nos CD players comuns). Dos que empregam a tecnologia Bernouilli, os mais conhecidos são os drives Jaz, da Iomega (o mesmo fabricante do Zip). A capacidade inicial de 1Gb foi mais tarde ampliada para 2Gb, de modo que hoje em dia ambos os tipos de cartucho existem no mercado. Também exigem drives especiais (o drive de 2Mb aceita ambos os cartuchos, mas o de 1Mb aceita apenas os cartuchos de 1Mb). São os mais caros, porém os de maior capacidade e mais rápidos (os tempos de acesso são semelhantes aos de um disco rígido). Há outros tipos (como o DVD regravável, de capacidade ainda maior), mas para o fim que você deseja, eu não recomendaria nada além destes três. A escolha vai depender de fatores diversos. Se você deseja armazenar seus arquivos em um meio que facilite o intercâmbio com outros micros e não faz questão de grande capacidade, o mais sensato é escolher o padrão Zip. Se você exige grande capacidade, enorme flexibilidade (os arquivos podem ser lidos e gravados individualmente como se fosse em um disco rígido) e muita rapidez, escolha os cartuchos Jaz (mas tome em consideração que um cartucho Jaz de 2Mb está custando tanto quanto um disco rígido IDE de 6Mb; a vantagem que você tem com eles é que, sendo removíveis, você pode acumular uma biblioteca de tamanho ilimitado em diversos cartuchos que usam apenas um drive). Já se você não faz questão de rapidez de acesso (e, sobretudo, de gravação) e pode "juntar" arquivos em seu HD até acumular o suficiente para gravá-los, escolha o CD-R (de todas, a opção de melhor custo-benefício) ou o CD-RW, se estiver disposto a gastar um pouco mais.

B. Piropo

 

 


URL: http://www.bpiropo.com.br
Copyright © Benito Piropo Da-Rin
WebMaster:
Atualizada em
(MM/DD/AA) + Hora
Soluções ED