Escritos
B. Piropo
Jornal o Estado de Minas:
< Coluna Técnicas & Truques >
Volte de onde veio
24/02/2005
< Ajustando a Barra de Tarefas II >

Nas últimas duas colunas discutimos alguns ajustes das “Propriedades da barra de tarefas e do menu Iniciar” do Windows XP. Hoje, encerraremos esta série de colunas discutindo os ajustes avançados de personalização do menu Iniciar. Chega-se a eles clicando com o botão direito em qualquer ponto vazio da barra de tarefas, escolhendo a opção “Propriedades”, passando para a aba “Menu Iniciar” da janela que então se abre, clicando no botão “Personalizar” e, finalmente, passando para a aba “Avançado” da janela “Personalizar o menu Iniciar”.

O primeiro grupo, “Configurações do menu Iniciar”, tem duas caixas. Marcando a primeira, “Abrir submenus quando eu mantiver o cursor do mouse sobre eles”, faz com que toda entrada do menu Iniciar que contenha um submenu o exiba sem a necessidade de clicar, bastando pousar o cursor do mouse sobre ela. A segunda, “Realçar programas recém-instalados”, marca com uma barra creme as entradas do menu Iniciar correspondentes aos novos programas. Ambas me parecem úteis e recomendo mantê-las marcadas.

Na base da janela, o grupo “Documentos recentes” apresenta uma única caixa, “Listar documentos abertos mais recentemente”, e um botão, “Limpar lista”. Se a caixa for marcada, a entrada “Documentos recentes” será incluída no painel direito do menu Iniciar. Um clique sobre ela (ou o simples passar do cursor do mouse, caso esse ajuste tenha sido feito) mostrará uma lista dos documentos abertos mais recentemente, seja qual for o programa usado para criá-los, editá-los ou exibi-los. E o botão “Limpar lista” remove todas as entradas desta lista (muito útil para quem não deseja que terceiros tomem conhecimento dos documentos recém-usados).

O grupo do meio da janela, “Itens do menu Iniciar”, ficou para o final por ser o mais importante. É ele que permite ao usuário determinar, dentro de certos limites, que entradas serão exibidas no painel direito do menu Iniciar. Sim, porque nesse painel nenhum item é obrigatório. Até mesmo os mais óbvios, como “Painel de controle”, “Executar” e “Pesquisar”, podem ser omitidos. Alguns itens, como “Meu computador”, “Meus documentos”, “Minhas imagens”, “Minhas músicas” e “Painel de controle”, permitem escolher entre exibi-los como “link” (e nesse caso, um clique sobre ele abre uma janela com seu conteúdo), como menu (e nesse caso, quando acionado, seu conteúdo aparecerá como entradas de um submenu) ou simplesmente não exibi-los. Outros, como “Conexões de rede” e “Ferramentas administrativas do sistema”, oferecem opções específicas (no primeiro caso, exibi-lo independentemente como item do menu ou vinculado à pasta “Conexões de rede”, no segundo exibi-lo apenas na entrada “Todos os programas” ou nela e no próprio menu Iniciar; isto é mais fácil de entender visualizando que lendo a descrição, portanto em caso de dúvida, experimente e, se não gostar, desfaça a alteração). Mas a maioria mostra simplesmente uma caixa que, marcada, inclui o item como uma entrada do menu Iniciar, desmarcada o omite. O máximo em personalização.

Dentre todas estas entradas, há uma que merece atenção: “Ativar o recurso de arrastar e soltar”. Ela não corresponde a qualquer entrada do menu Iniciar, mas a uma ação. Marcada, permite arrastar um item do menu e soltá-lo sobre outro, incluindo o primeiro no segundo quando possível (por exemplo: arrastar “Ajuda e suporte” para dentro de “Meus documentos”). Isso não só me parece de pouca valia como pode ensejar que se arrastem itens para locais indesejados por acidente. Sugiro, então, deixá-la desmarcada.

Pronto, com isso encerramos esta série. E com seu fim fica minha promessa de tão cedo não incomodá-los com outra. Doravante, só colunas simples.

B. Piropo


URL: http://www.bpiropo.com.br
Copyright Benito Piropo Da-Rin
WebMaster:
Topo da Página
Atualizada em
(MM/DD/AA) + Hora
Wagner Ribeiro ]