Escritos
B. Piropo
Jornal o Estado de Minas:
< Coluna Técnicas & Truques >
Volte de onde veio
09/06/2005
< Limitando o uso do disco >

Uma das grandes vantagens do Windows XP em micros compartilhados é a independência e garantia de privacidade que oferece a cada usuário registrado. Mas, se não houver método e disciplina, isso pode dar oportunidade a abusos, especialmente no uso do espaço em disco (mais especialmente ainda nesses dias em que a Internet está prenhe de músicas e filmes que podem ser baixados à vontade). Quando, entre os usuários, há um ou mais apreciador de música ou vídeo digitais, mesmo os gordos drives modernos, com mais de uma centena de GigaBytes de capacidade, podem se mostrar insuficientes.

Se você é o administrador de um micro desses e acha que o uso do disco deve ser mais democrático, garantindo a cada um sua parcela de espaço, pode usar a facilidade oferecida por Windows XP de estabelecer cotas de espaço para os usuários registrados. A única restrição é que o disco deve usar o sistema de arquivos NTFS, mas a maioria dos discos rígidos usados por Windows XP o usam.

Para estabelecer as cotas, você deve estar registrado como administrador do sistema. O procedimento é simples: abra o “Meu Computador”, clique com o botão direito sobre o ícone do disco onde as cotas serão estabelecidas e acione a entrada “Propriedades”. Na janela “Propriedades do disco local (X)” que então se abre, passe para a aba “Cotas”. Nela, marque as duas primeiras caixas: “Ativar gerenciamento de cotas” e “Negar espaço em disco para limites de cotas excedidos” (se esta segunda caixa não for marcada, os usuários poderão exceder seus limites mas o administrador sempre poderá monitorar o uso do espaço em disco). Se desejar estabelecer a priori um limite para o espaço em disco para futuros usuários que venham eventualmente a se registrar no sistema, no item “Selecione o limite de cota padrão para novos usuários no volume”, marque o botão “Limitar espaço em disco a” e escolha o limite desejado. E na caixa seguinte, “Definir nível de notificação”, fixe o nível de utilização que disparará um aviso quando o espaço em disco alocado a um usuário estiver próximo de seu limite. Finalmente, para que você possa efetivamente monitorar o uso do disco, marque a caixa “Registrar evento quando o limite de cota exceder” e, se assim o desejar, marque igualmente a caixa “Registrar evento quando o nível de notificação exceder”. Isto feito, só falta estabelecer efetivamente os limites para os usuários atuais, o que pode ser feito clicando no botão “Entradas de cota”.

Isso abrirá a janela “Entradas de cota de Disco local (X:)”, na verdade a interface do registro de uso de disco. Nela aparecem, linha a linha, os nomes de cada usuário, seu status, a quantidade de espaço em disco usada por ele, o limite e nível de notificação estabelecidos e a porcentagem correspondente de espaço em disco. Para estabelecer os limites, execute um clique duplo sobre a linha correspondente a cada usuário, o que fará se abrir a janela “Configurações de cota de [usuário]”. Marque o botão “Limitar espaço em disco a”, entre com o valor da cota na caixa de entrada de dados correspondente (não esqueça de definir a unidade, já que o valor padrão é KB, ou quilobyte, algo inadmissível nos discos rígidos modernos) e, se desejar, ajuste também o nível de notificação e sua unidade nas caixas correspondentes.

Faça isso para cada usuário, sempre clicando em “Aplicar” após fornecidos os valores, e ao terminar feche a janela de entrada de cotas. Isso é tudo.

Neste ponto, antes de dar os trâmites por findos, cabem duas observações importantes. A primeira é que os limites podem ser alterados a qualquer momento (porém apenas pelo administrador) seguindo os mesmos passos adotados para estabelecê-los e o estabelecimento de cotas pode ser desfeito desmarcando a caixa correspondente. A segunda, e mais importante é comunicar a seus filhos, diante da choradeira generalizada quando seus (deles) milhares de arquivos MP3 e AVI excederem as cotas que você estabeleceu, que eu nada fiz além de transcrever uma característica do próprio Windows e que D. Eulina, minha falecida mãe, ao contrário do que eles provavelmente imaginam, era uma santa criatura.

Boa sorte.

 

B. Piropo


URL: http://www.bpiropo.com.br
Copyright Benito Piropo Da-Rin
WebMaster:
Topo da Página
Atualizada em
(MM/DD/AA) + Hora
Wagner Ribeiro ]