Escritos
B. Piropo
Jornal o Estado de Minas:
< Coluna Técnicas & Truques >
Volte de onde veio
28/07/2005
< Fotografia Digital e Windows XP >

Windows XP é um sistema operacional desenvolvido em plena era da fotografia digital. Por isso se integra tão bem com ela. Por exemplo: praticamente toda câmara digital moderna é fornecida com um cabo que permite conectá-la a uma das portas USB do computador. Pois bem: feita a conexão, basta ligar a máquina para que Windows XP reconheça o dispositivo de armazenamento digital da câmara (geralmente um cartão de memória tipo “memory stick”, “smart card”, “multimídia card” ou “compact flash”) como um “Disco Removível” e abra a janela mostrada na Figura 1, oferecendo as possibilidades de “Imprimir imagens”, “Exibir uma apresentação de slides das imagens”, “Copiar figuras para uma pasta do meu computador” e “Abrir pasta para exibir arquivos usando Windows Explorer”.

Clique e amplie...
Figura 1

Eu, particularmente, seja qual for a operação que pretenda realizar, costumo acionar esta última opção, examinar as imagens ainda na câmara, eliminar as que não interessam, transferir manualmente as demais para uma pasta de minha escolha em meu computador e somente então efetuar quaisquer outras ações. Como, por exemplo, alterar os nomes das fotos para algo mais sugestivo.

Pois acontece que por padrão as camas digitais atribuem nomes um tanto cabalísticos às fotos armazenadas, em geral constituídos de uma ou mais letras maiúsculas seguidos de números arranjados seqüencialmente. É claro que sempre é possível selecionar cada foto no painel correspondente do Windows Explorer, examiná-la (clicando com o botão direito sobre seu nome e acionando a entrada “Visualizar” do menu de contexto) para ver do que se trata e atribuir a cada foto um nome consoante a seu conteúdo clicando novamente com o botão direito sobre seu nome, acionando a entrada “Renomear” e alterando o nome no próprio painel do Windows Explorer. Mas fazer isso para cada foto dá um trabalho de cão. O ideal seria renomear todas elas em uma única operação.

Pois Windows oferece uma forma de fazer isso sem muito trabalho que, mesmo não sendo a ideal, presta um bom serviço. Comece selecionando todas as fotos (para fazê-lo, selecione a primeira, mantenha a tecla Shift apertada e selecione a última). Depois, clique com o botão direito sobre o nome da primeira foto selecionada, acione a entrada “Renomear” do menu de contexto e atribua a esta foto um nome ilustrativo que se aplique a todo o conjunto. E, para finalizar, tecle ENTER.

Veja o resultado na Figura 2, onde 65 fotos, todas feitas este ano na cidade de Lexington, EUA, foram renomeadas usando este procedimento. A primeira recebeu o nome por mim atribuído, “Lexington2005”. As demais 64   receberam o mesmo nome seguido de um número entre parênteses que cresce seqüencialmente.

Clique e amplie...
Figura 2

O método não é lá grande coisa, mas ajuda. Penso que Windows poderia arrumar um jeito melhor de atribuir os novos nomes. Para começar, deveria eliminar o espaço entre o final do nome e os parênteses. Que, por sinal, também poderiam ser evitados. Um caractere sublinhado entre o nome e o número, por exemplo (que, no caso, levaria a nomes do tipo “Lexington2005_nn”, onde “nn” seria o número da foto) me parece mais adequado. E o fato do nome da primeira foto, aquele escolhido por você, destoar dos nomes das demais por não apresentar numeração entre parênteses também não me agrada.

Mas este último problema, pelo menos, pode ser resolvido sem grandes atribulações. Depois de renomear todas as fotos, basta selecionar o nome apenas da primeira e o alterar manualmente, incluindo no final do nome um “zero” entre parênteses antecedido por um espaço. Pode parecer bobagem, mas tem lá suas razões. Procedendo assim, quando os nomes forem exibidos em ordem alfabética por Windows, a foto retorna para o primeiro lugar da lista.

B. Piropo


URL: http://www.bpiropo.com.br
Copyright Benito Piropo Da-Rin
WebMaster:
Topo da Página
Atualizada em
(MM/DD/AA) + Hora
Wagner Ribeiro ]