Escritos
B. Piropo
Jornal o Estado de Minas:
< Coluna Técnicas & Truques >
Volte de onde veio
02/03/2006
< Capturando telas e janelas >

Se você lê esta coluna regularmente, já está acostumado com suas ilustrações. Que, em sua maioria, exibem uma tela, janela de programa ou trecho de tela, janela, menu, ícone ou qualquer outro objeto desses que costumam aparecer em nossas telas.

Como eles são capturados?

Bem, para quem usa Windows a forma mais simples de capturar uma tela sequer envolve um programa de terceiros. O próprio Windows oferece para este fim um procedimento simples, eficiente e, surpreendentemente, desconhecido da maioria dos usuários: basta, a qualquer momento, acionar a combinação de teclas “Shift+PrintScrn” (premir a tecla Shift ao mesmo tempo que a tecla “PrintScrn”, esta última situada no conjunto de três teclas localizado à direita das teclas de função na linha superior do teclado) para capturar e guardar uma imagem da tela na Área de Transferência (“Clipboard”). De onde pode ser transferida através de uma simples operação de “Colar” (acionando a combinação “Ctrl+V”, “Shift+Ins” ou a entrada “Colar” do menu “Editar”) para qualquer programa que aceite a operação de colagem de um arquivo gráfico). Se a imagem da tela for transferida para um programa gráfico, ela pode ser editada, setas e legendas podem ser acrescentadas, enfim, ela pode ser alterada a bel prazer para ser usada como ilustração.

E quanto se trata de janelas e menus?

Bem, sempre se pode usar o mesmo “Shift+PrintScrn” para capturar a tela e recortá-la em um programa gráfico removendo o excesso, mas o melhor mesmo é usar um programa específico para tal fim. Eu não costumo indicar programas de terceiros mas como no caso em questão trata-se de um produto gratuito, embora de excelente qualidade, vou abrir uma exceção e sigerir o programa “Screenshot Pilot”, da Two Pilots Software, cuja versão 1.46 pode ser baixada gratuitamente de < www.colorpilot.com/download.html >.

A interface do programa (e, portanto, seu arquivo de ajuda) é em inglês, mas seu uso é relativamente simples. De todos os programas gratuitos de captura de telas que experimentei o Screenshot Pilot me pareceu o mais completo. É capaz de efetuar capturas múltiplas (tela inteira, janela e menu ao mesmo tempo em imagens separadas), áreas demarcadas pelo usuário, objetos selecionados, janela ativa, janela sob o cursor, menu sob o cursor e objetos específicos como o plano de fundo.

Capturada uma imagem, ela pode ser gravada em diversos formatos (que podem ser ajustados como padrão), inclusive JPEG e PNG, o que facilita sua edição nos bons programas gráficos. Além de capturar imagens o programa permite efetuar operações elementares com elas, como inverter, girar, mover, alterar brilho e contraste e copiar para a Área de transferência.

Efetuar uma captura é extremamente simples: escolhe-se o objeto a ser capturado clicando em uma das entradas do menu “Capture” ou simplesmente clicando sobre seu nome na linha situada abaixo das barras de ferramentas e minimiza-se o programa. Em seguida, seleciona-se na tela aquilo que deve ser capturado (por exemplo: no caso de “Menu sob o cursor”, abre-se o menu desejado e pousa-se o cursor do mouse sobre ele) e aciona-se a tecla de captura (por padrão a tecla de função F11, mas pode-se escolher outra), o que faz com que a janela do Screenshot Pilot reapareça já exibindo o(s) objeto(s) capturado(s).

A maioria das imagens de telas, programas, menus e coisas que tais usadas para ilustrar esta coluna têm sido capturadas pelo Screenshot Pilot. Há, evidentemente, exceções. Por exemplo: a imagem utilizada para ilustrar esta edição foi capturada com outro programa. Porque a única falha que encontrei no Screenshot Pilot foi justamente essa: não oferecer meios para capturar a própria janela...

Clique e amplie...
Figura 1 - Clique para ampliar.

B. Piropo


URL: http://www.bpiropo.com.br
Copyright Benito Piropo Da-Rin
WebMaster:
Topo da Página
Atualizada em
(MM/DD/AA) + Hora
Wagner Ribeiro ]