Escritos
B. Piropo
Jornal o Estado de Minas:
< Coluna Técnicas & Truques >
Volte de onde veio
21/12/2006
< Ajustando o mouse >

Seu mouse anda preguiçoso ultimamente, ponteiro cansado, se arrastando como quem vai parar a qualquer momento? Ou, ao contrário, é tão veloz que os olhos mal conseguem acompanhá-lo? Ou, quem sabe, volta e meia se perde em um ambiente especialmente congestionado por ícones e você não consegue encontrá-lo na tela por mais que procure? Pois não se aflija que tudo isto tem jeito. Basta saber onde encontrar os ajustes. Que, felizmente, estão todos no mesmo lugar: o objeto “Mouse” de seu Painel de Controle (se você usa este painel no “Modo de exibição por categoria”, o objeto “Mouse” estará na categoria “Impressoras e outros itens de hardware”).

Abra-o e passe para a aba “Opções de Ponteiro” da janela “Propriedades do mouse” que encontrará tudo o que precisa para fazer seu mouse se comportar decentemente (em sua máquina, tanto as abas quanto os ajustes podem ser ligeiramente diferentes daqueles exibidos na figura dependendo da versão de Windows e do modelo e driver de mouse instalado mas, para o que nos interessa, as diferenças são irrelevantes).

A rapidez com que o ponteiro se desloca na tela pode ser ajustada no grupo “Movimento”. A velocidade genérica do ponteiro ajusta-se com o controle deslizante correspondente. Mas note, logo abaixo dele, a caixa “Aprimorar precisão do ponteiro”. Quando marcada, faz com que em pequenos deslocamentos do ponteiro a velocidade seja muito mais lenta, facilitando ajustar a posição do ponteiro com maior precisão sobre pequenos objetos. Se você gosta do mouse lento, este ajuste não faz muita diferença. Mas se, como eu, você prefere que o ponteiro se mova rapidamente, convém deixar esta caixa marcada para melhorar a precisão em trabalhos delicados.

O grupo seguinte “Apontar para o botão padrão”, tem apenas um ajuste. Quando a caixa correspondente está marcada, toda vez que o ponteiro do mouse entrar em uma caixa de diálogo (estas janelas com botões oferecendo diversas opções das quais uma delas é escolhida para padrão), saltará imediatamente para o botão padrão. Eu não gosto dela, mas sinta-se à vontade para experimentá-la. Quem sabe você se dá bem com ela.

O último grupo, “Visibilidade”, tem três ajustes. O primeiro, “Exibir rastro do ponteiro”, é especialmente útil nos antigos monitores LCD, cuja taxa de renovação das imagens na tela era lenta e o ponteiro desaparecia quando movido muito rapidamente. Marcar a caixa “Exibir rastro do ponteiro” faz com que o ponteiro do mouse se comporte como um cometa, deixando por onde passa um “rastro” que permanece na tela durante um pequeno intervalo. O controle deslizante abaixo da caixa (que somente se habilita quando ela está marcada) permite ajustar o comprimento do rastro. Há quem ache que o rastro facilita o trabalho mesmo nos monitores modernos e mantenha este ajuste sempre habilitado, há quem ache que ele atrapalha. Experimente. Se não gostar, basta desmarcar a caixa que o rastro desaparece.

A caixa seguinte, “Ocultar o ponteiro ao digitar”, só faz sentido quando usada em editores de textos, quando o ponteiro do mouse aparece sobre a janela do texto e pode atrapalhar a digitação. Se marcada, assim que você começa a digitar o texto o ponteiro do mouse desaparece (apenas quando estiver situado sobre a janela de texto), deixando a tela mais “limpa”, somente reaparecendo quando você movimentar o mouse.

Eu gosto deste ajuste. Mas se você decidir adotá-lo, sugiro habilitar também o próximo, “Mostrar local do ponteiro quando CTRL for pressionada”, marcando a caixa correspondente. Com isto, esteja o ponteiro onde estiver, oculto ou não, basta um único toque na tecla “Ctrl” para fazer surgir momentaneamente em torno dele um conjunto de circunferências concêntricas que se fecham para indicar sua posição, a melhor forma de encontrar um ponteiro do mouse perdido em um ambiente congestionado.

Para testar um ajuste, basta marcar (ou desmarcar) a caixa correspondente e clicar em “Aplicar”. Não gostou? Desmarque e clique novamente em “Aplicar”. Experimente-os e use os que melhor combinarem com sua forma de trabalhar. Bom proveito.

Figura 1

B. Piropo


URL: http://www.bpiropo.com.br
Copyright Benito Piropo Da-Rin
WebMaster:
Topo da Página
Atualizada em
(MM/DD/AA) + Hora
Wagner Ribeiro ]