Escritos
B. Piropo
Jornal o Estado de Minas:
< Coluna Técnicas & Truques >
Volte de onde veio
26/07/2007
< Virtual PC 2007 >

Um dos problemas do Windows Vista é comum a todo sistema operacional logo após o lançamento: incompatibilidade com alguns dos programas das versões anteriores.

Desta vez a MS procurou mitigar o problema tanto quanto possível com soluções que vão desde o ACT – Kit de Ferramentas de Compatibilidade de Aplicativos (um programa que permite testar a compatibilidade de aplicativos, disponível em
< http://www.microsoft.com/downloads/details.aspx?familyid=24DA89E9-B581-47B0-B45E-492DD6DA2971&displaylang=en >),
até o velho conhecido “modo de compatibilidade” (clicar com o botão direito no ícone do programa recalcitrante, acionar a entrada “Propriedades”, passar para a guia “compatibilidade” e fazer os devidos ajustes). Mas, sem dúvida, um dos recursos mais interessantes é o “Virtual PC 2007”.

O Virtual PC 2007 é um programa que roda nas versões Business, Enterprise e Ultimate de Vista (e outros SO da MS, como o Server 2003 e o XP Pro) e permite criar diversas “máquinas virtuais” em um único computador. Cada uma delas pode ser configurada independentemente (capacidade de memória, tamanho de disco rígido, etc.) e receber seu próprio sistema operacional (que precisa ser instalado com sua licença de uso). Programas que apresentem problemas particularmente difíceis de compatibilidade com Vista podem ser instalados em seu próprio SO em uma máquina virtual.

O Virtual PC 2007 (em inglês) pode ser obtido gratuitamente da própria Microsoft no URL
< http://www.microsoft.com/downloads/details.aspx?FamilyID=04d26402-3199-48a3-afa2-2dc0b40a73b6&DisplayLang=en >
na forma do arquivo “Setup.Exe” de pouco mais de 30 MB. Para instalar, basta executar o arquivo e seguir as instruções (na maior parte das vezes basta clicar em “Next”). Terminada a instalação surge o “Virtual PC Console” e abre-se um assistente para ajudá-lo a criar sua primeira máquina virtual.

O assistente solicitará informações como nome, capacidade de memória e de disco da máquina virtual, assim como o sistema operacional que nela será instalado (máquina e discos virtuais serão criados sob a forma de arquivos no disco rígido da máquina real e reservarão um trecho de sua memória, portanto use bom senso para escolher os valores).

Criada a máquina, a entrada correspondente aparecerá no Console. Selecione-a e clique no botão “Settings” para efetuar ajustes como periféricos instalados, rede e coisas que tais. E a entrada “Options” do menu “File” do Console oferece ajustes adicionais.

Isto feito resta instalar o sistema operacional (e, mais tarde, os programas) na máquina virtual. Para isto, invoque-a selecionando sua entrada no Console e clicando em “Start”. Ela se comportará como qualquer micro sem SO instalado e emitirá uma mensagem de erro. Insira os discos de instalação nos devidos acionadores e prossiga como se estivesse instalando o sistema em uma nova máquina “real” (dica: a forma mais simples de evitar problemas de instalação é criar uma “imagem ISO” do CD ou DVD do sistema e arrastá-la para o ícone do drive correspondente na Barra de Status situada na base da janela da máquina virtual). E boa sorte com sua(s) nova(s) máquina(s). Elas talvez não resolvam todos os seus problemas, mas poderão ajudar um bocado. Veja na figura uma delas (e seu Console) rodando Windows XP neste micro (com Vista) que vos escreve.

Clique apra ampliar...
Figura 1 - Clique para ampliar

B. Piropo


URL: http://www.bpiropo.com.br
Copyright Benito Piropo Da-Rin
WebMaster:
Topo da Página
Atualizada em
(MM/DD/AA) + Hora
Wagner Ribeiro ]