Escritos
B. Piropo
Jornal o Estado de Minas:
< Coluna Técnicas & Truques >
Volte de onde veio
13/12/2007
< CCleaner >

Como bem sabem os que acompanham esta coluna, não costumo recomendar programas exceto quando são gratuitos ou solicitam apenas uma doação. Pois este é o caso do CCleaner desenvolvido pela Piriform Inc., nosso tema de hoje e cuja versão 2.03.532 acaba de ser lançada. Seu objetivo é “limpar” o computador. E executa uma limpeza tão completa e integral que convém tomar cuidado: antes de rodar o programa pela primeira vez verifique cuidadosamente a configuração para que ele não elimine algum arquivo ainda útil (como no caso de certos “cookies”). O que não é muito difícil já que durante a instalação pode-se escolher o português como idioma da interface.

Ao ser executado o CCleaner se livra de arquivos temporários, cookies, históricos dos sítios visitados pelos navegadores mais usados (IE, Firefox e Opera), esvazia a “Lixeira”, a lista de arquivos recentes, arquivos temporários e “log files” de Windows, faz o mesmo com alguns aplicativos mais populares (todos os do Office, Media Player, eMule, Kazaa, Nero, WinZip e diversos outros) e, de lambuja, faz uma varredura completa no Registro se livrando de tudo o que for desnecessário.

Evidentemente tudo isto é configurável e pode ser ajustado a gosto do freguês, item por item. Ajuste este que pode ser feito marcando (ou desmarcando) os itens onde se deseja efetuar a “limpeza” (ou não) imediatamente após carregar o programa, inspecionando as duas guias da entrada “Limpeza” antes de clicar no botão “Analisar” (ou “Executar Limpeza” caso o programa tenha sido configurado anteriormente). Mas não deixe de configurar o programa pelo menos na primeira vez que usá-lo, do contrário ele pode se livrar de algo que ainda lhe interessa.

Para obter o programa visite seu sítio em < http://www.ccleaner.com/ >. Se desejar, inspecione suas características clicando em “Click here for a Quick Tour” (o “tour”, infelizmente, é em inglês) ou clique no atalho “Download CCleaner Now” para escolher o servidor de onde transferir o arquivo e, se for seu desejo, efetuar uma doação para recompensar o trabalho dos desenvolvedores. O software é fornecido sob a forma de arquivo executável de 2,6 MB que, ao rodar, instala o programa (e, sempre é bom reiterar, permite escolher o português como idioma da interface). 

O uso é simples: instale, configure o que deseja limpar e clique em “Analisar”. O programa inspeciona seus discos rígidos em busca de lixo e depois de algum tempo exibe a lista de tudo o que considera dispensável (veja figura: em meus discos foram encontrados milhares de arquivos inúteis totalizando quase 2GB). Examine a lista. Se estiver de acordo com ela (e somente então), clique em “Executar Limpeza” para se livrar da carga extra. É simples e rápido. Se usar e gostar, não esqueça o donativo. Não é obrigatório, mas bons programadores merecem ser recompensados.

No mais: há algumas semanas escrevi a coluna “Assustando abelhudos” informando como usar as “Diretivas Locais” de Windows Vista para emitir uma mensagem durante a inicialização da máquina. A atenta leitora Sandra, de Brasília/DF, informou que por mais que seguisse as instruções, não conseguia encontrar suas “Diretivas Locais”. E tanto “fuçou” que ela mesma, consultando a MS, descobriu a razão: as “Diretivas Locais” estão disponíveis apenas nas versões Enterprise, Ultimate e Business de Vista. As demais não as possuem. Fica a informação para quem tentou e não conseguiu seguir a dica e o agradecimento à Sandra, que apontou o problema e a solução.

Clique apra ampliar...
Figura 1 - Clique para ampliar

B. Piropo


URL: http://www.bpiropo.com.br
Copyright Benito Piropo Da-Rin
WebMaster:
Topo da Página
Atualizada em
(MM/DD/AA) + Hora
Wagner Ribeiro ]