Escritos
B. Piropo
Jornal o Estado de Minas:
< Coluna Técnicas & Truques >
Volte de onde veio
16/10/2008
< Antivírus portátil >

Foi lá pelos meados dos anos oitenta do século passado que ouvi falar de vírus pela primeira vez. Windows, ainda não havia e muito menos Internet ao alcance de todos. O principal meio de propagação da praga era o intercâmbio de arquivos – geralmente de programas – através de disquetes. Comparados aos de hoje os vírus daquela época eram quase infantis. Lembro de um que invertia a tela e vi muito marmanjo tentar usar o monitor “de cabeça para baixo”. Outro fazia os caracteres das linhas de texto (sim, esta era a única interface de então) despencarem e se acumularem na base da tela. Como não havia discos rígidos os vírus não permaneciam na máquina, apenas se propagavam de disquete em disquete e na maioria dos casos bastava reinicializar a máquina para tudo se ajeitar. Depois veio a Internet, os programas espiões, os cavalos de Tróia e a transmissão de vírus via disquete praticamente acabou.

Isso porque, naturalmente, os próprios disquetes praticamente acabaram. E a transmissão direta, sem a ponte da Internet, deixou de ser preocupante. Até que apareceram os sucessores dos disquetes: os dispositivos de memória não volátil de semicondutores, tipo “pen-drives” e similares. Que, naturalmente, pousando de máquina em máquina como beija-flores, voltaram a funcionar como agente veiculador de vírus e demais programas mal intencionados.

É claro que se todas as máquinas estivessem devidamente protegidas com programas antivírus o problema não ocorreria. Mas nem todos são cuidadosos e o risco é grande. O jeito é carregar no próprio pen-drive um antivírus para protegê-lo. Um produto compacto e gratuito, como o Avira. E rodá-lo diretamente de lá, quando necessário.

É claro que a coisa só é viável para pen-drives de capacidade razoável pois, mesmo compacta, a instalação do Avira e suas definições de vírus consome algum espaço (70 MB, para  ser exato). Mas nos tempos em que a capacidade dos menores pen-drives que andam por aí está na casa dos GigaBytes, usar 70 MB para garantir a segurança certamente não é mau negócio.

O Avira pode ser obtido no próprio sítio, em < http://www.free-av.com/ >. Visite-o, clique na aba “Download”, selecione “Avira AntiVir Personal – FREE Antivírus” (o sítio oferece também a versão Premium – e paga – do produto) e prossiga com a transferência para a sua máquina do instalador, o arquivo “antivir_workstation_winu_en_h.exe” de cerca de 25 MB. Terminada a transferência, conecte seu pen-drive em uma porta USB, anote o designador de drive (“letra”) recebido por ele, execute o arquivo recém-baixado e, durante a instalação (que exige privilégios de administrador) escolha a instalação personalizada e determine que ela seja feita na unidade de disco correspondente ao pen-drive e não em seu disco rígido. Ao terminar, você verá que foi criada uma pasta denominada “Avira” em seu pen-drive. Abra-a, procure dentro dela (talvez em uma nova pasta) pelo arquivo executável da central de controle do Avira (chama-se “avcenter.exe”; talvez valha a pena criar um atalho dele na pasta “mãe”, “Avira”, para executá-lo mais facilmente de lá) e execute-o. Aproveite para fazer uma varredura, digamos, nos discos removíveis conectados à sua máquina (clique em “Local protection”, selecione “Scanner”, marque “removable Drivers” e clique no ícone em forma de lente de aumento situado na barra de ferramentas). Isto fará com que, antes da varredura, seja solicitada permissão para atualizar as definições de vírus. Autorize e siga adiante.

Isto feito, seu pen-drive já pode proteger a si mesmo. Vai conectá-lo a uma máquina que não merece confiança? Pois conecte-o. Mas, antes de qualquer outra coisa, rode o Avira diretamente da unidade correspondente ao pen-drive e faça uma varredura na máquina antes de transferir arquivos – ou no pen-drive depois de transferi-los. E não esqueça efetuar regularmente, na máquina de casa, as devidas atualizações das definições de vírus. Boa sorte.

Clique apra ampliar...
Figura 1 - Clique para ampliar

B. Piropo


URL: http://www.bpiropo.com.br
Copyright Benito Piropo Da-Rin
WebMaster:
Topo da Página
Atualizada em
(MM/DD/AA) + Hora
Wagner Ribeiro ]