Escritos
B. Piropo
Jornal o Estado de Minas:
< Coluna Técnicas & Truques >
Volte de onde veio
25/12/2008
< Computex Taipei 2009 >

No último dia 8 os organizadores da Computex Taipei 2009 – a TCA, Taiwan Computer Association, agremiação comercial, e a TAITRA, Taiwan External Development Council, agência do governo local voltada para o fomento do comércio exterior – convocaram a imprensa internacional para uma entrevista coletiva em Taipei, Taiwan, para anunciar as mudanças previstas para a próxima edição do evento face à crise econômica mundial. Esperávamos planos para reduzir o porte da feira, que juntamente com a germânica CeBIT formam o maior evento mundial no campo da tecnologia de informação e comunicações. Para nossa surpresa, os planos dirigem-se justamente no sentido oposto.

A Computex Taipei nasceu há 29 anos como um pequeno evento de natureza local, tornando-se pouco a pouco um evento de grande porte. A edição de 2008 reuniu 1.700 exibidores de 25 diferentes países distribuídos em 4.500 estandes de quatro pavilhões e atraiu 35 mil visitantes. O próximo, a se realizar de 2 a 6 de junho de 2009, será seguramente maior.

Para começar, o evento de 2009 será o primeiro a contar com a adesão da China Continental (República Popular da China), uma novidade mais que bem-vinda, pois embora as duas Chinas jamais tenham estabelecido relações diplomáticas efetivas, os entendimentos entre ambas adquiriram contornos suficientemente civilizados para que as relações comerciais tenham prosperado. E, para um evento ligado ao mundo da tecnologia da informação e comunicações, a adesão da China Continental (como a da vizinha Coréia do Sul, também representada na Computex) não é nada desprezível: 300 estandes foram reservados pelas empresas de lá.

Clique apra ampliar...
Figura 1 - Clique para ampliar

Além disso, no evento de 2009 haverá um pavilhão a mais, recém inaugurado. E nos cinco pavilhões os organizadores acomodarão 1.850 exibidores oriundos de cerca de 30 diferentes países, distribuídos por 4.700 estandes nos quais se esperam 44 mil visitantes.

Na coletiva de imprensa foram destacados alguns pontos. O primeiro é que a Computex Taipei não é um evento de tecnologia, mas um evento industrial, portanto não exibe protótipos, apenas produtos prontos para a comercialização. E o segundo e que se trata de um evento tipo “B2B” (business to business, ou seja, exclusivamente empresarial) e todos os esperados 44 mil visitantes serão potenciais compradores ou parceiros comerciais.

Clique apra ampliar...
Figura 2 - Clique para ampliar

O otimismo dos organizadores quanto ao sucesso do evento baseia-se em algumas tendências detectadas por pesquisas econômicas. A primeira é o enorme sucesso dos “netbooks”, os pequenos computadores de baixo preço, capacidade de processamento reduzida, otimizados para acesso sem fio à Internet e pequeno consumo de energia, que hoje dominam as vendas de PCs para o usuário doméstico. Segundo a lista dos mais vendidos pela Amazon.Com em outubro deste ano, seis dentre os dez computadores portáteis que lideraram as vendas são netbooks e apenas em 2008 foram vendidas mais de doze milhões de unidades destes pequenos micros, estimando-se um crescimento superior a 150% para 2009.

O segundo ponto é a NGN (nova geração de redes), um conceito novo, porém exeqüível. Trata-se da generalização das comunicações usando o protocolo IP na qual os dispositivos com e sem fio poderão se integrar completamente. Os usuários, após efetuarem o “login” na conta de seu provedor, terão acesso irrestrito a transmissão de voz, dados e vídeo em qualquer lugar e a qualquer tempo, podendo se comunicar com qualquer parte do mundo enquanto apreciam sua novela predileta em uma tela colorida de alta definição cujo tamanho pode variar de duas a algumas dezenas de polegadas. E participar de videoconferências com os demais membros do grupo espalhados pelos quatro cantos do globo. O sistema já começou a ser implantado em Taiwan onde empresas de telecomunicação investem mais de US$ 200 bilhões na montagem de uma rede global que integra WiMax às comunicações com fio e que fornecerá serviços de transmissão de dados, voz e vídeo para os 80 milhões de habitantes do país.

O terceiro ponto, dispositivos móveis para acesso à Internet (MID), talvez seja o mais importante. O tópico engloba desde computadores pessoais de tamanho reduzido, como os próprios netbooks, até minúsculos telefones celulares, todos eles mantendo uma característica comum: acesso total, permanente e sem fio à Internet.

Clique apra ampliar...
Figura 3 - Clique para ampliar

Quanto à crise, crêem os organizadores da Computex Taipei 2009 que é justamente ela que obrigará as indústrias a buscarem um ponto de venda para exibir seus produtos. E, com o crescimento que vem apresentando nos últimos anos, a feira de Taipei é este ponto.

Portanto, para quem é ligado à indústria de informática e telecomunicações, Taipei é o lugar para estar no início de junho se 2009. Veja mais em < www.computextaipei.com.tw >.

B. Piropo


URL: http://www.bpiropo.com.br
Copyright Benito Piropo Da-Rin
WebMaster:
Topo da Página
Atualizada em
(MM/DD/AA) + Hora
Wagner Ribeiro ]