Escritos
B. Piropo
Jornal o Estado de Minas:
< Coluna Técnicas & Truques >
Volte de onde veio
29/07/2010
< Ganhando tempo com Soluto >

Quanto tempo sua máquina leva para inicializar? A que estou usando para escrever estas mal traçadas levava exatos três minutos e vinte segundos. Ganhei quase um minuto e reduzi a espera para apenas dois minutos e 27 segundos. Não é nada, não é nada... não é nada mesmo. Mas se vocês acham este ganho de tempo importante (eu e meus cabelos brancos já estamos suficientemente calejados para saber que há coisas mais importantes na vida) ensinarei como consegui realizar tal façanha.
Quem me ajudou foi o Soluto, um programeto gratuito que pode ser obtido no sítio do desenvolvedor, em < http://www.soluto.com/ >. O programa é classificado – um tanto otimisticamente, me parece – como “Anti-Frustration Software”. Para instalá-lo basta baixar e executar o módulo de instalação “solutoinstaller.exe”, que por sua vez baixará e instalará o programa principal (infelizmente só disponível em inglês). Se pretende fazê-lo, sugiro antes fechar os programas em execução, pois, por razões evidentes, o Soluto somente pode analisar o que é carregado durante a inicialização da máquina e medir o tempo gasto por este procedimento se a máquina for de fato reinicializada. E você será solicitado a fazê-lo assim que instalação for concluída.
Esta nova inicialização será minuciosamente acompanhada pelo programa e, assim que terminada, surge no canto inferior esquerdo da tela um aviso informando o tempo gasto pelo procedimento e solicitando que você clique ali para saber quem foi responsável por qual fatia deste tempo. E mais: quais destes módulos podem ser simplesmente descartados, quais podem ter a carga postergada (informando, em ambos os casos, o que você perderá com isto) e quais são essenciais para o funcionamento do sistema e, portanto, melhor se abster de neles meter o bedelho.
Os primeiros aparecem sobre uma faixa verde. Os segundos, em uma faixa laranja e os últimos em uma faixa cinza. Mova o ponteiro para cima do nome de qualquer um deles e aparecerá uma pequena janela, como a mostrada na figura, com alguns detalhes que lhe ajudarão a decidir o que fazer com ele. Ela exibe qual é o módulo (no caso, o IGFX Tray, uma pequena interface que ajuda a configurar os ajustes das controladoras de vídeo da Intel), o tempo gasto para carregá-lo (três décimos de segundo), uma descrição de sua função, um gráfico tipo “pizza” mostrando as ações tomadas pelos demais usuários que também usam este módulo, e – agora o que realmente interessa – três botões, “Pause”, “Delay” e “In Boot”, além da recomendação do programa, acompanhada da devida justificativa, sobre em qual deles clicar.
Estes botões são a grande “sacada” do programa. Clique no “In Boot” e nada mudará: o módulo continuará sendo carregado na inicialização. Clique em “Pause” e seu nome será removido da lista dos módulos carregados na inicialização: ele somente rodará caso você o invoque manualmente. E aquela que considero a melhor opção: um clique em “Delay” e o módulo não será carregado durante a inicialização, mas o será logo depois, assim que o sistema “conseguir um tempinho” (ou seja, ficar ocioso).
A análise do Soluto não é perfeita. Por exemplo: classificou o ESET Smart Security, um excelente e imprescindível módulo de segurança antivírus e outros programas mal intencionados, como “potencialmente removível” (sim, eu posso removê-lo, desde que não me importe de ter a máquina contaminada...). Mas a opção “Delay” é sensacional. Com ela, ganha-se tempo (foi assim que ganhei meu minuto, atrasando um pouco a carga de alguns módulos) e nada se perde, pois os módulos assim marcados serão carregados instantes depois da inicialização.
Gostei do programa, mas recomendo a quem o for usar tratar o botão “Pause” com comedimento extremo. E nem pensar em mexer nos módulos listados na faixa cinza.

Clique apra ampliar...
Figura 1 - Clique para ampliar

B. Piropo


URL: http://www.bpiropo.com.br
Copyright Benito Piropo Da-Rin
WebMaster:
Topo da Página
Atualizada em
(MM/DD/AA) + Hora
Wagner Ribeiro ]