Escritos
B. Piropo
Jornal o Estado de Minas:
< Coluna Técnicas & Truques >
Volte de onde veio
19/08/2010
< Internet pela rede elétrica >

Na quarta-feira da semana passada, dia 11, o ITA, Instituto de Tecnologia Aplicada, organizou na CDL-Belo Horizonte o I ITA PLC 2010 - Primeiro Seminário Internacional de Tecnologia PLC. O ITA é uma organização civil, sem fins lucrativos, destinada a apoiar e promover atividades científicas e culturais. Dentre as primeiras, tem dado especial atenção ao desenvolvimento de estudos, pesquisas e projetos no campos das telecomunicações e no gerenciamento de energia. Este Seminário Internacional de Tecnologia PLC representou a fusão destes esforços.
PLC é a sigla em inglês de “Power Line Communications” (comunicações via rede elétrica).
Do que se trata? Bem, quem gosta de termos técnicos empolados responderá que PLC é um sistema de transferência de informações e dados baseado em OFDM que usa como meio de transporte o cabeamento da rede elétrica pública e privada. E acrescentaria que OFDM é o acrônimo, em inglês, de “Orthogonal Frequency Division Multiplexing”, ou multiplexação ortogonal por divisão de frequência, uma técnica que permite transmitir diferentes sinais (como, por exemplo, diferentes programas de TV ou o conteúdo de diferentes sítios da Internet ou ainda diversas conversações telefônicas) simultaneamente, cada um deles usando sua própria frequência (ou “canal”) sobre uma mesma onda portadora (e quem quiser saber mais sobre a tecnologia OFDM poderá consultar o trabalho de Pugel e Litwin, “The Principles of OFDM”, que pode ser encontrado em < http://voronuk.boom.ru/documents/ofdm.pdf >).
Mas isto, como eu disse, é só para quem gosta de termos técnicos empolados. Para quem não gosta, PLC é apenas uma técnica de transportar sinais (seja lá do que forem, incluindo telefone, rádio, televisão e, naturalmente, Internet) usando a rede elétrica pública ou privada. Essa mesma que você tem em casa para acender lâmpadas, ligar a TV e o micro-ondas.
Não entendeu? É que o conceito é ao mesmo tempo tão simples e tão revolucionário que fica difícil acreditar que seja de fato possível. Explicando melhor e usando como exemplo o que mais nos interessa, a Internet: se a rede elétrica de sua casa, ou de seu prédio de apartamentos, estiverem adaptadas para o uso da tecnologia PLC, basta ligar seu modem (que, tecnicamente, não é um modem, mas um “acoplador PLC”) na tomada de eletricidade que ele receberá, pelos mesmos condutores, tanto a alimentação elétrica quando o sinal da Internet (desde que, naturalmente, este sinal seja injetado na rede por um provedor Internet usando um conversor, ou “Bridge”). Quer dizer: adeus aos cabos, linhas telefônicas e sistemas de transmissão de sinais sem fio de alcance limitado. Seu sinal de Internet fluirá pela própria rede que transporta eletricidade. A rede existente, a mesma que está em sua casa, nas ruas, nas grandes linhas de transmissão que cortam o país e nas pequenas redes de eletrificação rural. Ou seja: você tem eletricidade em casa? Então poderá desfrutar sua Internet via PLC.
Note que não é preciso instalar novas redes elétricas, apenas incorporar alguns dispositivos à existente, seja pública ou privada. E note, também, que não falamos de conexões do tipo “devagar-quase-parando”: a tecnologia que está sendo desenvolvida pelo ITA e por algumas empresas chinesas (representadas no evento) já alcança uma taxa de transmissão (“banda”, para os que gostam de más traduções ao pé da letra do inglês) de 224 Mb/s (megabits por segundo) e as pesquisas para chegar aos 400 Mb/s estão em pleno desenvolvimento.
Participei do evento como convidado, na qualidade de moderador de um dos painéis, justamente o que tratou do uso da tecnologia PLC para transmissão de dados via IP (“Internet Protocol”, o “protocolo” ou codificação usada na Internet). Houve outros, como o que  discutiu o uso da tecnologia PLC visando a inclusão digital, para o que ela é uma poderosa ferramenta (afinal, quem não tem eletricidade em casa?). Aprendi um bocado sobre PLC. E me surpreendi com o que o ITA-BH está conseguindo desenvolver nesta área. Sua direção está de parabéns.

B. Piropo


URL: http://www.bpiropo.com.br
Copyright Benito Piropo Da-Rin
WebMaster:
Topo da Página
Atualizada em
(MM/DD/AA) + Hora
Wagner Ribeiro ]