Escritos
B. Piropo
Jornal o Estado de Minas:
< Coluna Técnicas & Truques >
Volte de onde veio
17/02/2011
< Queimando imagens. >

Semana passada discutimos o Memtest86, um programeto que testa a memória a partir de um CD que inicializa a máquina e, por isto mesmo, é fornecido sob a forma de arquivo ISO.
Arquivos ISO armazenam “imagens de disco”. São criados a partir de um disco (em geral ótico, mas não obrigatoriamente) e contêm todas as informações para reconstituir exatamente o disco que lhes serviu de modelo, com os mesmos setores gravados na mesma posição.
Esclarecendo: imagine que você tenha um disco ótico e o copiou inteiro, arquivo por arquivo, em um disco rígido. Em seguida introduziu um disco ótico virgem, de mesmo formato e tipo no gravador de discos óticos e usou os arquivos copiados no disco rígido para reconstituir o conteúdo do disco ótico original, também arquivo por arquivo. Pois bem: isto produzirá um novo disco que contém uma cópia exata de todos os arquivos do disco original. Mas não será necessariamente uma cópia exata do disco original porque ninguém pode garantir que os setores de cada arquivo estejam distribuídos na mesma ordem nos dois discos.
Um arquivo ISO é diferente. Quando se introduz um disco ótico em seu acionador e se solicita que seja criada no disco rígido uma imagem deste disco ótico, o sistema operacional nem toma conhecimento dos arquivos ali contidos. Simplesmente copia em um só arquivo o conteúdo, bit a bit, de cada setor do disco ótico exatamente na ordem em que os encontra e dá a este arquivo a extensão .Iso. E se, mais tarde, você introduzir no gravador de discos óticos um disco virgem de mesmo tipo e mandar reconstituir a imagem a partir do arquivo ISO, este último arquivo será lido e copiado, bit a bit, na mesma ordem, no disco ótico. O resultado será um novo disco que é uma cópia exata do disco original e conterá tudo o que ele continha, bit a bit, setor por setor, na mesma ordem e posição. Mesmo os bits pertencentes a arquivos ocultos ou setores “órfãos” (ou seja, que contêm dados mas não pertencem a qualquer arquivo).
Arquivos de imagem (ou ISO) são muito usados para copiar discos protegidos (que contêm informações cifradas em determinadas posições, fora de arquivos) e discos de inicialização, capazes de dar partida na máquina e rodar um programa, como no caso do Memtest86. Que, por isto mesmo, é fornecido sob a forma de um arquivo ISO que contém uma imagem de CD.
O problema é que para reconstituir o CD a partir de seu arquivo ISO (no jargão de informática, “queimar” a imagem do disco) não basta copiar o arquivo no CD, pois o resultado não será a réplica do CD original, mas um novo CD contendo o arquivo de imagem do original, o que não é o mesmo. Para “queimar” em um disco ótico sua imagem no formato ISO você precisará de um programa que “saiba” fazê-lo, ou seja, que leve em consideração o fato de que não se trata meramente de gravar um arquivo no CD, mas sim de reconstituir uma imagem bit a bit.
Há programas comerciais para isto, como o Nero. Mas o Nero tornou-se um poderoso (e caro) pacote de programas que faz muito mais que isto. Usá-lo apenas para “queimar” uma imagem ISO é matar passarinho com tiro de canhão. Há opções mais leves, simples e, o que é melhor, gratuitas. Como o ImgBurn, que pode ser obtido em < http://www.imgburn.com/ >.
Baixe o arquivo “SetupImgBurn_XXX.exe” (onde “XXX” corresponde ao número da versão mais atual) de pouco mais de 5 MB e o instale. Um clique em seu ícone abre a janela da figura (há uma interface em português para quem preferir). Clicando sobre o ícone desejado você pode reconstituir um disco ótico a partir de uma imagem ISO, criar o arquivo da imagem ISO de um disco ótico, verificar um disco recém gravado, gravar arquivos e pastas em um disco ótico, criar um arquivo de imagem ISO a partir de um conjunto de pastas e arquivos e verificar a qualidade de seus discos gravados. Ou seja: no que toca à gravação de arquivos, pastas e imagens ISO em (e de) discos óticos, o programa faz tudo o que é preciso de forma simples, direta e sem qualquer complicação. E de graça, ainda por cima. Melhor que isso, só dois disso...

Clique apra ampliar...
Figura 1 - Clique para ampliar

 

B. Piropo


URL: http://www.bpiropo.com.br
Copyright Benito Piropo Da-Rin
WebMaster:
Topo da Página
Atualizada em
(MM/DD/AA) + Hora
Wagner Ribeiro ]