Escritos
B. Piropo
Jornal o Estado de Minas:
< Coluna Técnicas & Truques >
Volte de onde veio
01/03/2012
< Google Labs >

O Google é cheio de surpresas. Se você duvida, carregue seu programa navegador, visite o sítio do Google em < www.google.com.br > e repare na extremidade esquerda da barra de menus que aparece no topo da janela. Nela há diversas entradas, como Pesquisar (a que aparece destacada por padrão quando se visita o sítio), Imagens, Vídeos, Mapas e mais umas tantas. A situada mais à direita é “Mais”. Clique nela e veja se abrir um menu de cortina com entradas adicionais como Orkut, Tradutor (que, por si só, para quem não conhecia, vale a coluna), Livros e mais outras tantas. A que está na base do menu de cortina é “Ainda mais”. Clique nela e veja aparecer na tela mais de duas dezenas de serviços oferecidos pelo Google. Estou certo que poucos dentre vocês já os conheciam todos (eu mesmo, sou obrigado a confessar, acabo de tomar conhecimento do “SketchUp”, uma ferramenta para modelagem tridimensional em que jamais havia reparado e que, quando tiver tempo, inspecionarei com a devida atenção e, se valer a pena, escreverei sobre). E estas são apenas as surpresas mais fáceis de achar.

O assunto de hoje não é nenhuma delas. É, também, uma surpresa do Google. Mas muito mais difícil de encontrar: o Google Labs do serviço de correio eletrônico do Google, o GMail.

Você tem uma conta do GMail, pois não? Para os usuários do sistema operacional Android, seja em um telefone “esperto”, seja em um tablete, é obrigatório. Mas mesmo quem não usa Android costuma ter uma. É gratuita, prática, funcional, permite acesso de qualquer micro conectado à Internet e oferece serviços paralelos, como agendas de contatos e compromissos. Portanto, se você ainda não criou a sua, sugiro fazê-lo. Afinal, não custa nada e um dia bem que lhe poderá ser útil. Então vou presumir que você já tem e a usa regularmente.

Sendo assim, carregue seu programa navegador, vá ao sítio do GMail e registre-se (faça “login”) em sua conta. Agora, repare no ícone em forma de engrenagem que aparece próximo ao canto superior direito da janela (assinalado pela seta na Figura). Clique na pequena seta à direita dele para abrir um menu de cortina com diversas entradas, inclusive “Configurações”. Clique nela e passará para uma nova tela com abas, cada uma correspondendo a um conjunto de configurações do GMail. O número de itens de configuração é impressionante e reflete a flexibilidade do programa. A aba que nos interessa (e cuja janela é mostrada parcialmente na figura) é “Labs”. Clique nela para abrir a janela correspondente. E surpreenda-se.

Primeiro, com o título: “Gmail Labs: coisas malucas e experimentais”, algo que não se espera encontrar entre as configurações de um programa sério. Depois, com o aviso que o segue informando que, embora disponível para os usuários, aquela é uma área de testes para recursos experimentais que “ainda não estão prontos para serem lançados”. E mais: que se você se decidir a usar um deles, não deve se surpreender caso ele mude, falhe ou desapareça a qualquer momento. E que se isto vier a ocorrer e criar problemas para o acesso à sua conta de correio eletrônico, pode contorná-los apelando para um URL fornecido ali mesmo.

Mas, afinal, o que são estas “coisas malucas e experimentais”? Bem, tem um pouco de tudo. E, como bem avisa o Google, algumas podem mudar ou desaparecer repentinamente, portanto não cabe sequer tentar fazer uma lista completa. Mas sugiro examinar, ainda que superficialmente, cada uma delas. Há configurações para assinaturas, títulos, manejo da interface (como “avanço automático” e “bate papo do lado direito”), possibilidade de criar documentos baseados em mensagens, o diabo. Para integrá-las ao programa, basta marcar o botão de rádio “Ativar” ao lado das que desejar experimentar – sem esquecer de, antes de fechar a janela, rolá-la até sua base e clicar no botão “Salvar alterações”. Como eu disse, tem de tudo. E muito provavelmente você se interessará por uma ou mais delas. E, afinal, sendo o programa gratuito, não custa nada experimentar. Literalmente...

Figura 1

 


B. Piropo


URL: http://www.bpiropo.com.br
Copyright Benito Piropo Da-Rin
WebMaster:
Topo da Página
Atualizada em
(MM/DD/AA) + Hora
Wagner Ribeiro ]