Escritos
B. Piropo
Jornal o Estado de Minas:
< Coluna Técnicas & Truques >
Volte de onde veio
21/06/2012
< Fonte potente sem ventoinha >

Estou de volta da COMPUTEX Taipei 2012 cheio de novidades. Apesar de, nos últimos anos, participar regularmente da feira, não canso de me impressionar com seu porte e, sobretudo, com a gama de produtos exibidos. São quase duas mil empresas do ramo da informática e comunicações exibindo quase tudo o que produzem. Portanto não se espantem se as próximas colunas versarem sobre alguns destes produtos. Começando com esta, que discutirá uma fonte de alimentação Seasonic com características bastante peculiares. Senão vejamos.

Uma fonte de alimentação nada mais é que um dispositivo que converte a energia elétrica de corrente alternada recebida da rede elétrica pública em corrente contínua de menor tensão para alimentar os componentes internos do computador. Esta conversão, como seria de esperar, consome uma parte da energia recebida, que é dissipada sob a forma de calor.

Ora, se parte da energia é consumida na própria fonte, a potência fornecida ao computador é menor que a recebida da rede pública (potência é a relação entre energia transferida e o tempo gasto em transferi-la e denomina-se "eficiência" da fonte a razão, ou quociente, entre as potências consumida e fornecida). Por outro lado, sendo a energia consumida na fonte dissipada sob a forma de calor, há que providenciar a remoção deste calor do interior da fonte sob o risco de sobreaquecer seus componentes internos, razão pela qual a maioria das fontes de alimentação dispõe de uma ventoinha – que, por sua vez, também consome energia.

Pois bem: a eficiência média de uma fonte comum, destas de baixo custo, raramente ultrapassa os 60%. O que tem dois desdobramentos, ambos indesejáveis: primeiro, o usuário paga pela energia dissipada (quase metade dela). Depois, a fonte gera muito calor que deve ser dissipado rapidamente por uma ventoinha potente e geralmente barulhenta. Por esta razão, no congresso anual de 2004 do ACEEE ("American Council for an Energy-Efficient Economy" ou Conselho Americano para uma economia energeticamente eficiente), foi criada a "Iniciativa 80 Plus" que somente aceita (e certifica) fontes de alimentação com eficiências iguais ou superiores a 80%. E as classifica em cinco classes: simples, "Bronze", "Silver", "Gold" e "Platinum", cujas eficiências mínimas sob 50% da carga nominal são, respectivamente, 80%, 85%, 88%, 90% e 92%. A primeira empresa a fabricar e certificar uma fonte 80 Plus (em 2005) foi justamente a Seasonic, tradicional fabricante de fontes de alta qualidade.

Pois bem: este ano a Seasonic apresentou na COMPUTEX Taipei uma fonte 80 Plus realmente singular: o modelo "520 Fanless", capaz de fornecer ao computador uma potência real certificada de 520 W e que dispensa o uso de ventoinha para dissipação do calor. E 520 W é uma potência considerável, suficiente para alimentar a maioria dos computadores de mesa ("desktops") que, sabidamente, usam ventoinhas em suas fontes. Como conseguir tal proeza?

Vejamos. A fonte 520 Fanless é uma fonte certificada 80 Plus da classe Platinum, portanto apresenta uma eficiência de 92%, ou seja, transforma em calor apenas 8% da potência que recebe. Logo, a quantidade de calor gerada no interior da fonte é bem menor que a dissipada pelas fontes comuns de mesma potência. Além disto, o material usado em sua fabricação apresenta elevada resistência ao calor. O que não é suficiente: mesmo pouco, o calor deve ser dissipado. Pois bem, na 520 Fanless isto é feito mediante o uso de dissipadores passivos, com aletas que aumentam a superfície de contato com o ar. Com isto a própria circulação de ar no interior do gabinete é suficiente para remover o ar quente do interior da fonte. Repare, na figura (foto feita no estande da Seasonic na COMPUTEX) o aspecto da parte traseira da fonte. Note que toda a caixa metálica é perfurada para facilitar o fluxo de ar. Repare, em amarelo, os dissipadores de calor passivos. E note que não há qualquer ventoinha em seu interior.

Para ambientes onde o silêncio absoluto é indispensável, como edição de filmes e material sonoro, ou para quem não suporta o ruído produzido pela fonte, a 520 Fanless é ideal.

Figura 1

 



B. Piropo


URL: http://www.bpiropo.com.br
Copyright Benito Piropo Da-Rin
WebMaster:
Topo da Página
Atualizada em
(MM/DD/AA) + Hora
Wagner Ribeiro ]