Escritos
B. Piropo
Jornal o Estado de Minas:
< Coluna Técnicas & Truques >
Volte de onde veio
28/03/2013
< O anel mágico da Genius >

Eu sou dado ao vício do trabalho. E dentre as tantas atividades que exerço, a que o faço com maior prazer é a de professor. E uma de minhas disciplinas é "Arquitetura de computadores". Sendo versado nas artes da computação, não seria admissível que eu transmitisse conhecimentos, particularmente na área de informática, usando a técnica tradicional do "cuspe e giz". Por isto todas as minhas aulas, palestras, apresentações e coisas que tais são apoiadas em uma apresentação adrede criada com o excelente PowerPoint do pacote Office.

O problema, então, se resume a trocar os slides no momento devido. No século passado isto era feito ou pelo próprio professor que tinha que alcançar o computador e acionar o mause ou teclado para efetuar a transição. Ou então, o que era mais comum, com a ajuda de um prestimoso aluno que se dispunha a fazê-lo quando o mestre solicitasse.

Ambas as soluções eram incômodas.

Com a disseminação dos comandos à distância, principalmente os que usam uma porta USB do computador para conectar um pequeno receptor de sinal como os usados nos teclados e mauses sem fio, não demoraram a aparecer exemplares desenvolvidos para controlar apresentações PowerPoint. São dispositivos que cabem na palma da mão do professor, alimentados por pilhas comuns, dotados de botões que movimentam os slides para frente e para trás, além de oferecerem um pequeno acionador que, premido no sentido correto, faz o ponteiro do mause se mover na tela no mesmo sentido.

É um negócio danado de prático, já que deixa o controle da apresentação nas mãos do apresentador que pode acionar os comandos sem a necessidade de se aproximar do computador ou solicitar em voz alta que a transição seja feita. Tão prático que, assim que descobri que existiam, aderi imediatamente a seu uso.

Pois bem: agora descobri algo ainda mais prático: o Ring Presenter da Genius. Veja-o do lado esquerdo da figura. Não parece um anel? Pois é realmente um anel. Encaixado nele e assinalado pela seta se vê o pequeno receptor de sinal.

Antes de usar o Ring Presenter é necessário instalar o driver e um pequeno programa de ajustes cujo ícone se aninha na Área de Notificações, aquele trecho da extremidade direita da Barra de Tarefas onde normalmente se encontra o relógio do sistema). O programa é de uma simplicidade franciscana: serve apenas para alterar o modo de operação do dispositivo (o que também pode ser feito com o pequeno interruptor situado na lateral do dito cujo e que aparece na imagem da esquerda da figura) e ajustar a resolução do mause (o que, na prática, se reflete na velocidade de movimentação do ponteiro) entre 250 dpi ("dots per inch", ou pontos por polegada) e 1.250 dpi, em intervalos de 250 dpi.

Para operar o dispositivo basta encaixá-lo no dedo anular. Como dito acima, dependendo do ajuste ele pode ser usado como mause sem fio ou como controlador de apresentações PowerPoint. Em ambos os casos o movimento do ponteiro na tela é controlado deslizando-se o dedo sobre a superfície circular sensível ao toque situada no centro do dispositivo, o indicador laser vermelho (sim, o dispositivo dispõe de um "laser pointer") é acionado premindo a borda lateral que aparece no lado de baixo do dispositivo mostrado na imagem do lado direito da figura e demais as ações premindo as outras três bordas laterais. No modo mause elas funcionam como botões (laterais e central), no modo Apresentação elas movimentam os slides para a frente e para trás e carregam/descarregam a apresentação. Tudo simples e intuitivo.

O Ringer Presenter é alimentado por uma bateria interna recarregável, que pode ser recarregada usando como fonte de energia qualquer porta USB do computador. E isso é tudo. Um dispositivo simples e pequeno, porém surpreendentemente eficaz. Recomendo.

Figura 1



B. Piropo


URL: http://www.bpiropo.com.br
Copyright Benito Piropo Da-Rin
WebMaster:
Topo da Página
Atualizada em
(MM/DD/AA) + Hora
Wagner Ribeiro ]