Escritos
B. Piropo
Anteriores:
< Trilha Zero >
Volte de onde veio
13/10/1997

< Tilt On Line >


Já lá se vão mais de dez anos. Eu, micreiro entusiasmado, recorria a todas as armas para decifrar os mistérios da informática. E o empenho era tanto que cheguei a apelar para o que havia de mais radical: assembly. Comprei uns tantos livros, o melhor assembler da época (o Turbo Assembler da Borland) e matriculei-me no único curso que consegui encontrar sobre tema tão esotérico. O mestre, que logo se converteu em amigo, era o Renato Degiovani.

Terminado o curso, continuei a manter contato com o Renato através da Micro Sistemas, uma revista de informática que ele então editava, e da ProKit, sua pequena softhouse. Por falta de tempo e excesso de afazeres jamais consegui conviver com ele tanto quanto gostaria, mas nunca o perdi de vista. Tanto que ao saber que ele havia montado seu sítio na Intenet, a TILT Online [http://www.tilt.net], fui correndo fazer uma visita.

Do Renato não esperava menos que o excelente. Mas ainda assim me surpreendi. Exceto em uma ou outra grande corporação, destas que empregam um exército para manter e atualizar suas páginas, raramente se vê um sítio tão bem cuidado e montado com tanto esmero. Voltado para o fornecimento de informações, não recorre aos apelativos recursos de animações, músicas e barulhos que fazem a alegria do programador de mau gosto. Pelo contrário: a elegância e a sobriedade são marcantes, aliadas a um extremo bom gosto na programação visual. Coisa de profissional.

A Tilt Online é uma revista eletrônica (não existe a Tilt impressa). Quem conheceu a Micro Sistemas dos tempos do Renato faz uma idéia do jeitão da coisa. Renovada mensalmente, a Tilt Online é voltada para a programação, com seções fixas e matérias diversas como toda revista mensal que se preza. O destaque deste mês é o Direct X, o conjunto de recursos de programação para jogos da MS. E, dentro do velho estilo do Renato, dá uma dica para desenvolver em Direct X sem ter que baixar os 90 Mb do kit de desenvolvimento da MS. Em suma: um sítio ideal para o programador amador descobrir dicas e macetes sobre sua linguagem preferida. Mas não é só a eles que a Tilt interessa: na seção Bits e Bytes deste mês há um artigo sobre padrões de vídeo, cores e resolução de tela que deveria ser leitura obrigatória para qualquer micreiro que pretenda entender como sua máquina funciona.

Mas o sítio não se limita à revista: há também o Clube Tilt. É verdade que para entrar há que ser sócio, mas a adesão custa apenas vinte reais por trimestre. E para quem se interessa por programação, é uma pechincha: lá dentro tem de tudo, desde um adventure inteiro (o Amazônia) até um editor de adventures completo e funcional. E grátis, para os sócios. Há também as seções, é claro. Delphi me pareceu o ponto forte, mas discute-se muito também recursos gráficos de programação. Além da seção de cartas, cheia de dicas, como convém. E, para não negar as origens, um curso completo de assembly, que vai desde os rudimentos da linguagem até o desenvolvimento de um programa para acesso direto aos setores de discos. Um sítio que, se a vida não me houvesse roubado o tempo que tinha para dedicar à programação, seria meu ponto predileto na rede. Mas que, mesmo não sendo mais capaz de programar sequer o caminho de saída de um saco de papel, de vez em quando ainda passo por lá só para lembrar como era bom...

Quanto a você, que não é programador: ainda assim dê um pulo até lá. Vale a pena verificar como se pode montar um conjunto de páginas bonito e consistente com elegância e sem apelações.

PS: Li recentemente na coluna do Swann, um dos pontos altos do excelente jornal que é distribuído às segundas feiras aos leitores deste caderninho, que Bill Gates parece não gostar muito da república do pão de queijo já que, ao encontrar em um texto a palavra "Itamar", o corretor ortográfico do Word sugere substitui-la por "Imatura". Não sei se se trata de simples obra do acaso ou se é, de fato, uma manifestação de oposição ao presidente que inscreveu indelevelmente seu nome na história como o único chefe de estado em todo o mundo jamais fotografado em pleno exercício do mandato ao lado de uma genitália exposta (dizem que foi uma questão de perspectiva, mas me pareceu mais um lapso cabeludo, se é que me entendem - e os que viram a foto seguramente entenderão). Mas se efetivamente a sugestão do Word for sintoma de oposição, então a opinião do bilionário Bill sobre a turma do Brizola é ainda mais pungente. Experimentem: carreguem o Word e vejam lá o que ele sugere para substituir a expressão "pedetista".

PS2: Sou do tempo da reserva do mercado, quando a loja de informática com preços decentes mais próxima ficava no Paraguai. Depois as coisas mudaram, mas ainda estão longe do ideal. Por isto foi com tristeza que soube que a filial da Soft Connections, a única loja de informática do Shopping Rio Off Price, iria fechar. Semana passada fui informado que não apenas ela não mais fechará, como terá o estoque ampliado. Tomara que seja assim. Lojas de informática, quanto mais, melhor.

PS3: amanhã, terça-feira às 19 horas, reunião de outubro do Grupo de Usuários do OS/2 no RDC da PUC.

B. Piropo

 


URL: http://www.bpiropo.com.br
Copyright © Benito Piropo Da-Rin
WebMaster:
Atualizada em
(MM/DD/AA) + Hora