Escritos
B. Piropo
Internet:
< Coluna em ForumPCs >
Volte de onde veio
21/04/2008
< Vista SP1 instalado. E nada mudou... >

Finalmente estou usando o Pacote de Serviços 1 para o Windows Vista, o esperado Vista SP1. Na verdade já o estou usando há alguns dias. Demorei a instalá-lo porque meu Vista é em Português e a versão correspondente do SP1 somente foi liberada há pouco mais de uma semana. E, embora a tendo instalado assim que liberada, decidi esperar um pouco para me habituar com ela e, sobretudo, comparar o uso diário da máquina com aquele oferecido antes da instalação do pacote.

Minhas impressões iniciais são bastante semelhantes às dos demais usuários que também instalaram o Vista SP1: se há mudanças, são quase imperceptíveis. Porque, no dia-a-dia, praticamente não se nota diferença.
A questão é que, pelo que tenho notado em alguns comentários aqui e ali, inclusive na imprensa especializada, a conotação dada ao comentar a pequena quantidade de mudanças é bastante negativa. São comentários feitos em tom de queixa, do tipo “instalei o SP1 e não notei qualquer diferença, que droga...”.
Bem, trata-se da instalação de um “pacote de serviços”. Por que esperar grandes diferenças? Também eu instalei o SP1, mal notei diferença e não reclamo. Afinal, é exatamente isto que se espera de um pacote de serviços. E não reclamo porque, além de ter uma noção clara do que vem a ser um “pacote de serviços”, li com atenção a documentação pertinente. Como esta documentação está disponível a todos (já que eu mesmo a obtive na Internet) sou levado a crer que quem instalou, não notou diferença e reclama, é movido por ignorância ou má fé.

Neste contexto a palavra “ignorância”, é bom que se diga, não tem qualquer conotação ofensiva. É usada no sentido estrito de “desconhecimento”. Ignorante, por exemplo, é aquele que ignora o que a Microsoft define como o Windows Vista Service Pack 1. Diz ela que o SP1 “é o conjunto completo de atualizações que liberamos ao longo do ano passado mais algumas melhorias para incrementar o desempenho de seu PC. O SP1 não agrega funções nem requer que você aprenda nada de novo” (no original, encontrado na página da Microsoft < http://www.microsoft.com/windows/products/windowsvista/sp1.mspx > “Windows Vista Service Pack 1: “Windows Vista Service Pack 1 (SP1) is the complete set of Windows Vista updates we've issued over the past year plus some enhancements to improve your PC's performance. SP1 doesn't add features or require you to learn anything new”). Ora, se o pacote vem apenas consolidar um conjunto de atualizações, não agrega funções nem necessita de qualquer conhecimento novo, como esperar grandes mudanças “comportamentais” após sua instalação?

Segundo me parece, uma das razões que levou a esta falsa expectativa foi o comportamento do SP2 do Windows XP quando lançado em 2004. As mudanças no uso da máquina foram tantas e tão evidentes que – vejam vocês que curioso – um monte de gente reclamou delas (provavelmente os mesmos que reclamam agora da ausência de mudanças no SP1 do Vista). Mas as circunstâncias eram significativamente diferentes e as mudanças mais evidentes (no caso do XP SP2) eram apenas questão de ajustes nas configurações, principalmente no que diz respeito à segurança.

Por exemplo: se você instalasse o XP SP2 em uma máquina na qual o Firewall de Windows estivesse desabilitado (situação padrão da instalação inicial do XP), após a instalação encontrá-lo-ia habilitado. Assim como a grande maioria dos ajustes de segurança do Internet Explorer, que a instalação do XP SP2 alterava para condições de segurança mais rigorosa.

Mas sobre isto há dois pontos a comentar. O primeiro é que o lançamento do SP2 do Windows XP visava sobretudo e principalmente resolver questões de segurança, que na época eram consideradas o ponto fraco do sistema. E isto ocorria porque, com o objetivo de tornar o uso do sistema mais simples, a instalação inicial do XP mantinha, por padrão, os níveis de segurança propositalmente baixos, permitindo ao usuário que os aumentasse caso achasse conveniente. Como a maioria dos usuários considerava suficiente o nível de segurança proposto por padrão, não mudava os ajustes e os desenvolvedores de programas mal intencionados “deitaram e rolaram”. Mas a maioria dos recursos de segurança já estava no Windows XP desde a versão inicial, apenas vinham desabilitados por padrão. Por isto a MS decidiu incorporar à instalação do XP SP2 a alteração das configurações para ajustes mais restritivos. E isto se refletiu imediatamente no uso do programa.

Um exemplo é o já citado Firewall de Windows. Outro, que deu panos para manga na ocasião, era o malfadado “x” vermelho que passou a aparecer no lugar destinado às figuras nas páginas exibidas pelo Internet Explorer e nas mensagens enviadas por correio eletrônico. Isto ocorreu porque a época de liberação do XP SP2 coincidiu com a explosão dos programas mal intencionados que se aproveitavam do mecanismo de exibição de imagens no formato JPEG para se instalar. Eram tantos e tão perniciosos que a MS achou melhor inibir a exibição de imagens por padrão e permitir que o usuário decida se deveria ou não exibi-las de acordo com a confiabilidade da fonte. Alteração que, por sinal, permanece até hoje e, assim que os usuários perceberam que visava o aumento da segurança do sistema, pararam de reclamar.

Ao fim e ao cabo, o que pouca gente se deu conta é que a imensa maioria das mudanças mais notáveis (aquelas que afetavam o uso diário da máquina) impostas pela instalação do Windows XP SP2 não se devia à incorporação de novos recursos, mas apenas à habilitação de recursos de segurança já existentes na versão inicial e que vinham desabilitados por padrão. Quer dizer: instalado o XP SP2, o usuário sentia diferenças notáveis no uso da máquina. Porém elas não eram devidas a novos recursos incorporados pelo pacote, mas apenas a mudanças em diversos ajustes de recursos já existentes, especialmente nas configurações de segurança, (o que não quer dizer que o XP SP2 não trouxe novos recursos; trouxe sim, embora – como no caso do Vista SP1 – sua incorporação não se manifestasse através de diferenças significativas no uso da máquina).

Portanto, quem diz que “instalei o Vista XP1 e não mudou nada, bom mesmo foi o XP SP2, que mudou um monte de coisas”, não tem noção de qual é a função de um pacote de serviços (ou, repito, está de má fé; mas a estes não há pacote que satisfaça de modo que melhor é deixá-los vociferando como de hábito contra “os-programas-que-dominam-o-mercado-apesar-de-serem-uma-porcaria”, já que discutir questões de fé, ideologia e futebol não costuma levar a nada que valha a pena).

Pois, no caso do Vista, o quesito “segurança” parece ter sido corretamente implementado desde a versão inicial. Esta foi a intenção explícita da MS e por ela divulgada, diversos artigos foram escritos sobre o assunto (inclusive uma série de dez colunas da lavra deste escrevinhador que vos fala, cuja primeira pode ser encontrada em < http://www.forumpcs.com.br/viewtopic.php?t=187038 > “Segurança no Vista I: Instalando o RC2”) e não me consta que das reclamações que se ouve sobre o Vista sobressaiam as relativas à segurança. No caso do Vista, o SP1 não foi voltado prioritariamente para resolver problemas de segurança porque estes já haviam sido convenientemente tratados desde a versão inicial.

Então qual é a função deste pacote de serviços?

Melhor perguntar a quem o lançou.

E o que diz a Microsoft?

Bem, além da página que contém a frase citada lá em cima, onde a MS descreve sumariamente o Vista SP1 e informa onde obter a versão em inglês (no final desta coluna informo como obter a versão em português), há diversas outras fontes de consulta. Inclusive uma série de artigos da Windows Vista Technical Library, todos listados na página
< http://technet2.microsoft.com/WindowsVista/en/library/b984ce70-701b-4565-868e-51d1ba47555d1033.mspx >
“Windows Vista Service Pack 1”. Lá se pode encontrar o artigo
< http://technet2.microsoft.com/WindowsVista/en/library/b984ce70-701b-4565-868e-51d1ba47555d1033.mspx >
“Overview of Windows Vista Service Pack 1”, um interessante resumo do assunto. Vejamos, superficialmente, o que ele nos conta.

Depois do “blá-blá-blá” inicial onde, puxando a brasa para sua sardinha, a MS informa que o Vista já vendeu mais que cem milhões de licenças, que é mais seguro que qualquer outra versão de Windows (e oferece dados para confirmar isto) e que durante o primeiro ano de existência do SO a MS dedicou grandes esforços no sentido de resolver problemas de compatibilidade com antigos dispositivos de hardware e programas, a empresa revela que o Vista SP1 foi lançado para aprimorar a confiabilidade, desempenho e segurança do sistema. E dá alguns exemplos: a instalação do Vista SP1 aumenta a rapidez da cópia de arquivos, permite manejar mais facilmente arquivos de grande tamanho e efetua mais rapidamente a descompressão de arquivos. E acrescenta que juntamente com tudo isto foi agregado suporte para tecnologias e padrões surgidos recentemente.

Ainda no mesmo documento (“White paper”) a MS informa que a concepção do SP1 foi orientada pelo retorno (“feedback”) recebido dos usuários durante o primeiro ano de existência do sistema, procurando preservar a compatibilidade com aplicativos antigos. Por isto as melhorias e aprimoramentos agregadas aos recursos existentes, embora substanciais, não incluem novos recursos. E dá como exemplo a aceleração das operações de cópias de arquivos cuja implementação não exigiu alteração na versão do Windows Explorer.
Ainda segundo o mesmo documento, as atualizações incluídas no Vista SP1 podem ser agrupadas em três categorias, mostradas na Figura 1 (baseada no documento citado).

Figura 1: melhorias incluídas no Vista SP1.

A primeira é o aprimoramento da qualidade. Este grupo inclui todas as atualizações liberadas durante o primeiro ano de vida do sistema (exceto nos dois meses imediatamente anteriores à liberação do próprio SP1, para evitar que mudanças de última hora viessem a atrasar a liberação do pacote) que visavam melhorias na confiabilidade, segurança e desempenho.

A segunda é a agregação de suporte para novos padrões e dispositivos de hardware. Dois bons exemplos são o suporte ao padrão EFI (uma nova interface entre o sistema operacional e o software “embutido” na plataforma física – “firmware” – que virá brevemente substituir o velho conceito de BIOS; veja a entrada
< http://en.wikipedia.org/wiki/Extensible_Firmware_Interface >
Extensible Firmware Interface na Wikipedia) e aos dispositivos de armazenamento removíveis baseados em memória tipo “flash” que suportam a formatação através do novo sistema de arquivos Extended File Allocation Table (exFAT).

Finalmente, a terceira é a adoção de melhorias que visam otimizar a infra-estrutura de tecnologia de informação das empresas.

Portanto, como se vê, não era de se esperar que a utilização diária do sistema antes e depois da instalação do Vista SP1 apresentasse qualquer alteração notável no que toca aos aspectos operacionais do SO.
O que não quer dizer que o Vista SP1 não trouxe melhorias internas significativas.
Como veremos adiante...

Incidentalmente: ainda irá demorar alguns dias até que a instalação do Vista SP1 venha a fazer parte das atualizações automáticas de Windows Vista. Quem desejar esperar que isto ocorra e somente então instalar o pacote de serviços, pode fazê-lo sem problemas. Mas quem preferir se antecipar e instalar imediatamente o Vista SP1 (em português e nos demais idiomas não incluídos na versão liberada anteriormente) pode obtê-lo diretamente da Microsoft em
< http://www.microsoft.com/downloads/details.aspx?displaylang=pt-br&FamilyID=f559842a-9c9b-4579-b64a-09146a0ba746 >
“Windows Vista Service Pack 1 autônomo com todos os idiomas (KB936330)”. É só escolher o idioma – o padrão é “Português (Brasil) – e comandar a transferência do arquivo. Se usa a versão “de 32 bits” de Vista receberá o arquivo “Windows6.0-KB936330-X86-wave1.exe” de 544,3 MB, um executável que pode ser gravado em CD e usado para atualizar tantas versões do Vista quantas desejar. Boa sorte e paciência, porque a instalação é demorada como veremos adiante.

Coluna Anterior: < http://www.forumpcs.com.br/viewtopic.php?t=235043 > Pequenos provedores

Próxima coluna: Em breve

Comentários dos Leitores

B. Piropo


URL: http://www.bpiropo.com.br
Copyright Benito Piropo Da-Rin
WebMaster:
Topo da Página
Atualizada em
(MM/DD/AA) + Hora
Wagner Ribeiro ]