Escritos
B. Piropo
Internet:
< Coluna em ForumPCs >
Volte de onde veio
23/05/2011
< Mais uma COMPUTEX >

Mais uma < http://www.computextaipei.com.tw/ > COMPUTEX, desta vez a 31ª, realizada em Taipei, capital de Taiwan, Formosa ou República da China, como sempre na primeira semana de junho. Ou, mais apropriadamente, na semana que vem.

Miss COMPUTEX 2011
Este ano será o primeiro em que a feira, uma das três maiores do mundo e a maior do continente asiático, se realizará em plena vigência do ECFA. Que, para quem não sabe, é um tratado comercial de amplo alcance, o “Economic Cooperation Framework Agreement”, firmado com a República Popular da China, ou China Continental, que estabelece o status de parceiro comercial prioritário para ambos os signatários. Ou seja, como prova que em um mundo em que a economia globalizada se estabeleceu e o dinheiro fala mais alto, mesmo sem manter relações diplomáticas, os dois países estabeleceram um sólido laço comercial que, em princípio, será benéfico para ambos os países.
Na COMPUTEX 2010 já se percebia uma participação ainda tímida das empresas da China Continental. Este ano esta participação deve se agigantar. Tanto, que os organizadores esperam que, apenas devido a ela, sejam gerados negócios da ordem de 23 bilhões de dólares americanos – o que dá uma ideia da magnitude do evento.
Como sempre a feira será distribuída em pavilhões independentes, ordenados por temas. Este ano acrescentou-se mais um. Serão então três pavilhões no Taipei World Trade Center, um pavilhão adicional no Taipei International Convention Center e o quinto – e maior deles – no Centro de Exposições de Nangang.
Neles se distribuirão os 5.300 estandes dos esperados 1.800 exibidores que serão visitados por 120 mil participantes dos quais quase 40 mil serão provenientes do exterior, particularmente dos países vizinhos da Ásia e dos Estados Unidos. 250 deles serão profissionais da imprensa, dentre eles este vosso criado.
Além, naturalmente, da já tradicional Miss Computex que enfeita esta página.

Tendências que se destacam
Para orientar os participantes, os organizadores da COMPUTEX 2011 encomendaram um estudo ao TRI (“Topology Research Institute”) sondando as tendências da indústria de informática e telecomunicações para este ano. Eis aqui suas principais conclusões:

O pavilhão de exposições de Nangang
Em 2011 a receita bruta global da indústria da tecnologia de informática e telecomunicações deverá crescer quase 10%, alcançando 1,3 trilhões de dólares americanos. Este crescimento será liderado pelas vendas de televisões LCD, telefones “espertos”, reprodutores BluRay, computadores portáteis, câmaras digitais e consoles de jogos, principalmente os três primeiros.
A adoção maciça de computadores tipo tablete será a principal tendência de 2011. Eles deverão vender 45 milhões de unidades graças ao impulso do lançamento do Android 3.0. Micros portáteis venderão 220 milhões de unidades. Estas vendas somadas representam um crescimento de 30% sobre 2010.
Dispositivos controlados por sensores de movimento, como o Kinect e o PS Move, lançados em 2010, anunciam o início de uma nova era para a indústria de console de jogos. Juntos, deverão vender 20 milhões de unidades em 2011 e liderar o mercado de consoles.
O lançamento do iPad mostrou a importância das telas sensíveis ao toque, que se espalharam para computadores de médio porte, telefones espertos e, principalmente, computadores tipo tablete. A indústria espera vender quase 900 milhões de unidades sensíveis ao toque em 2011.
Os preços dos telefones espertos caíram significativamente. Como resultado, suas vendas deverão crescer 43% em 2011, chegando a 40 milhões de unidades. Apenas Taiwan deverá exportar 115 milhões de unidades este ano.
A tecnologia LCD ampliará ainda mais seu raio de ação com as telas de grande porte para locais públicos e a televisão “esperta” (“smart tv”), conectada à Internet, puxando as vendas. Além disto, a iluminação com lâmpadas LED, cujas vendas tomaram impulso em 2010, deverá sofrer um incremento ainda maior este ano. As vendas de telas LCD de grande porte deverão atingir o pico em meados de 2011 e os dispositivos de iluminação no final do ano. Apenas as televisões LED deverão vender mais de duzentos milhões de unidades em 2011.
As vendas dos computadores portáteis de pequeno porte dotados de conexão sem fio, os “netbooks”, deverão se reduzir em 2011, já que sofrerão o impacto direto dos micros tipo tablete. Por outro lado, com a queda dos preços, as vendas de micros portáteis de tamanho maior (“notebooks”) e baixo custo deverão sofrer um grande incremento – o que justifica a previsão, feita alguns parágrafos acima, da venda de 220 milhões de unidades de portáteis. A tendência é que estes “notebooks” passem a assumir o papel de “computadores pessoais” outrora desempenhado pelos micros de mesa.
A indústria de semicondutores, cujo crescimento vinha declinando devido à redução do mercado de computadores pessoais, receberá um forte impulso devido ao crescimento do mercado dos dispositivos de comunicação móveis e voltará a crescer em ritmo acelerado, esperando-se um aumento entre 26% e 30% em 2011.
A indústria de comunicações e rede manterá a tendência de crescimento moderado, porém constante que vem exibindo nos últimos anos e deverá aumentar suas vendas em cerca de 10% alcançando um total impressionante de mais de meio trilhão de dólares em 2011, principalmente devido à estabilidade da expansão das redes de largo alcance (WLAN) para suportar a crescente demanda do acesso de dispositivos como notebooks, televisões, telefones espertos e consoles de jogos. O rápido crescimento mundial dos serviços de IPTV também será um fator importante para manter a expansão desta área tecnológica.
Pois estas são as previsões e o perfil da COMPUTEX 2011 foi montado com base nelas.
É aguardar até a semana que vem para ver como de fato será a feira.
B.Piropo


Comentários dos Leitores

B. Piropo

 


URL: http://www.bpiropo.com.br
Copyright Benito Piropo Da-Rin
WebMaster:
Topo da Página
Atualizada em
(MM/DD/AA) + Hora
Wagner Ribeiro ]