Escritos
B. Piropo
Internet:
< Coluna em ForumPCs >
Volte de onde veio
18/06/2012
< Resenha da Computex 2012 - I >

Desde 2009 tenho visitado regularmente a COMPUTEX, uma das três maiores feiras de informática mundiais realizada anualmente em Taipei.

Este ano tive o privilégio de usufruir na COMPUTEX 2012 da companhia de Adrielle Marchesini, editora da IT Mídia, sítio associado ao ForumPCs, que com sua competência profissional e experiência jornalística supriu muitas das deficiências neste campo deste velho engenheiro que um dia se meteu a escrever sobre informática. O resultado tornar minha cobertura do evento, além de mais agradável (o que pode ser facilmente constatado ao se examinar a foto de Adrielle na Figura 1), fosse muito mais eficaz do ponto de vista jornalístico. A ela, meus agradecimentos. E quem estiver interessado em ver sua cobertura da COMPUTEX 2012 (que inclui diversos vídeos muito ilustrativos da feira e adjacências) pode encontrá-la < http://itweb.com.br/especial/computex-2012/ > nesta página da IT Mídia totalmente dedicada ao evento. Recomendo.

Figura 1: Adrielle Marchesini, da IT Mídia

Pois bem: durante a realização da feira mando notas sobre aquilo que me pareceu valer a pena destacar. Estas notas, com a indispensável e inestimável ajuda do Wesley Moraes, são publicadas na seção "Direto da Redação" do Fórum PCs juntamente com as dos demais colaboradores.

Muito provavelmente nem todas foram lidas pelos que acompanham regularmente esta coluna. Por esta razão, logo após regressar da feira, costumo agrupá-las em uma ou mais colunas para manter informados estes leitores, pondo-os a par daquilo que achei interessante seja nos pavilhões da feira, seja nas entrevistas coletiva e cerimônias de abertura e encerramento do evento.

Aqui vai a primeira destas colunas. Aos leitores que já leram as notas na seção, "Direto da Redação" me desculpo pela repetição. Aos que não, bom proveito.

E aqui vão as notas enviadas para publicação.

Nota 01 – PRESIDENTE

Este ano, o Presidente da República da China – Taiwan, Dr. Ying-Jeou Ma, compareceu à cerimônia de abertura da COMPUTEX. Sua presença no evento não é um fato comum, mas também não é raro: de todas as edições da feira que tenho participado esta é a segunda em que ele se faz presente. Durante sua curta fala de boas vindas, deu para perceber porque tem tanto apego ao evento: segundo declarou, foi durante seus mandatos como Prefeito da Cidade de Taipei – e, naturalmente, com seu apoio – que o evento passou de uma feira média para a gigantesca mostra de tecnologia de TI que é hoje. Em seu pronunciamento, Sua Excelência enfatizou a importância da abertura de Taipei para o mundo. Disse ele: "Somente abrindo nossas portas para os demais países poderemos convencê-los a abrir suas portas para Taiwan". Uma posição mais que sensata para um país que depende essencialmente do comércio exterior para sobreviver.

Figura 2: O Presidente Ma na Cerimônia de Abertura

Nota 02 – FEIRA LOTADA

Quem deu início à Cerimônia de Abertura da COMPUTEX 2012 foi o próprio Presidente do Conselho ("Chairman") da TAITRA, Dr. Chig-Kang Wang, o que dá a ideia da importância dada ao acontecimento – mesmo porque dele participaria o próprio Presidente da República de Taiwan. Não obstante, ao contrário do que tem ocorrido nos últimos anos, a cerimônia foi levada a termo no Salão de Banquetes do TICC, o mais acanhado dos cinco pavilhões que abrigam a feira, e não no grande espaço disponível no saguão do segundo andar do Pavilhão de Nangang, onde costuma ser realizada. Minha primeira reação ao saber da mudança foi imaginar que se justificava por razões de segurança devidas ao comparecimento do Presidente. Mas não: há um par de anos ele mesmo participou no salão de Nangang. Então, por que mudaram? Indaga daqui, pergunta dali, acabei descobrindo o motivo da troca. É que este ano o número de expositores cresceu, mas com os problemas de espaço que mencionei em uma das colunas sobre a feira, não houve como aumentar a área a ser oferecida aos expositores. Então, o grande espaço tradicionalmente ocupado pela cerimônia de abertura simplesmente foi vendido para ser preenchido com estandes. É por essas e outras que a COMPUTEX atingiu a posição que ocupa hoje entre as feiras internacionais. E mais uma vez se justifica o comentário corrente: chinês é um povo danado de sabido...

Figura 3: Dr. Wang, Chairman do TAITRA, dando início à Cerimônia de Abertura

NOTA 03 – ALTOFALANTES

Se tem uma coisa na qual a COMPUTEX é pródiga são acessórios com formatos inesperados. Tem de tudo, desde os mais exóticos mauses (quem leu a coluna sobre o início da feira deve ter notado o estranho formato do mause que ganhou um dos prêmios d&i) até "pen-drives" e mais o que a fértil imaginação dos fabricantes e seus especialistas em projeto industrial conceber. Desta vez o primeiro estande deste tipo que encontrei é o da Vogue Tech, uma empresa especializada na fabricação de alto falantes principalmente para dispositivos portáteis como iPods e celulares. Veja-o na figura abaixo.

Figura 4: Estande da Vogue Tech

Tinha alto-falante de todo o tipo. O mais exótico me pareceu este bicho estranho com jeitão de robô que aparece aqui em baixo.

Figura 5: Alto-falante em forma de robô

Mas tinha para todos os gostos. Para quem gosta de gatinhos, de gatões, de formatos curvilíneos e retilíneos e mais o que se preferisse. Veja algumas amostras na figura.

Figura 6: Alto-falantes para todos os gostos

NOTA 04 – "FLASH DRIVE" WiFi

Esta ideia me pareceu tão boa que decidi tocar nela mesmo levando em conta que a qualidade da ilustração está péssima (pela qual peço desculpas). Mas achei que não poderia deixar de mencionar um dispositivo tão interessante.

Aquele fio que aparece à direita da imagem vem do carregador da bateria interna do dispositivo, que pode trabalhar seja permanentemente ligado à tomada, seja desligado – e neste caso a carga das baterias fornece uma autonomia de até cinco horas.

O bichinho funciona como um "flash drive", um dispositivo de armazenamento externo com capacidades de oito a 64 GB, dependendo do modelo. A diferença entre ele e os demais "discos portáteis" é que este dispensa conexão física com os computadores com os quais troca arquivos, já que se conecta através de uma ligação sem fio tipo WiFi padrão IEEE 802.11 b/g/n capaz de uma taxa de transferência efetiva de 15 a 20 MB/s. Como a conexão é WiFi (revestida, portanto, de toda a segurança fornecida pelo padrão), o pequeno drive pode se conectar simultaneamente com mais de uma máquina. O drive – e diversos outros dispositivos semelhantes – é fabricado pela Flastar Technology Ltda e maiores detalhes sobre ele (e uma imagem melhor, naturalmente) podem ser vistos no sítio www.colpad.com.

Figura 7: Flash Drive WiFi

NOTA 05 – GIGABYTE

Não se pode visitar uma COMPUTEX sem falar da Gigabyte, uma das gigantes do setor sediada em Taiwan. O problema é que em uma nota como esta, definitivamente não dá (mais tarde, talvez depois da feira, eu volte ao assunto). Fica a nota então como lembrete que a empresa montou um estande de assustar a concorrência. Veja, na imagem seguinte, apenas um dos mostruários, o das placas-mãe (havia um ao lado, de placas controladoras de vídeo, que não ficava atrás).

Figura 8: O mostruário de placas-mãe da Gigabyte

E veja, abaixo, uma das (muitas) máquinas "matadoras" montadas no estande para apreciação dos visitantes.

Figura 9: Uma das máquinas montadas pela Gigabyte

NOTA 06 – IDEIAS SIMPLES QUE FUNCIONAM

Outro campo no qual a COMPUTEX é fértil é o das ideias simples que funcionam resolvendo pequenos problemas que incomodam. E, a mim, um dos que mais incomodam quando uso meu telefone esperto ou meu tablete, ambos com tela sensível ao toque, é o acúmulo de gordura e sujeira na superfície da tela. Pois bem, duas pequenas empresas, a Thompson ([email protected]) e a Morlink ([email protected]), oferecem soluções simples e eficazes. O que se vê na figura abaixo, em primeiro plano e à esquerda, é uma fina película transparente que adere à superfície da tela do telefone e a mantém limpa e protegida (e, quando não mais conseguir fazê-lo, pode ser substituída). Á direita, ainda em primeiro plano, são pequenos retângulos que têm uma das faces adesiva e a outra coberta com um material macio e absorvente. Eles permanecem aderidos às superfícies posteriores dos telefones e, quando necessário, podem ser removidos, utilizados para limpar a tela e remover gorduras e demais sujeiras e, em seguida, voltarem para seu lugar na parte traseira para serem usados novamente. E o que se vê em segundo plano é um "mousepad" feito do mesmo material que pode ser usado para limpar a tela de um "notebook", por exemplo. Um negócio de uma simplicidade atroz, mas que funciona. As empresas apenas fabricam o material, não os vendem diretamente ao público. E, segundo os representantes no estande, pode estampar nos objetos o nome da firma que decidir distribui-lo. Quem se interessar...

Figura 10: Membrana de proteção e dispositivos de limpeza de tela

NOTA 07 – O ANTIGO E O MODERNO

Há quem goste de coisas tradicionais, há quem goste de novidades. Pois bem, aqui está um modo de combinar um dispositivo de alta tecnologia, o típico telefone esperto de última geração, com os sistemas de auriculares e microfones usados nos velhos telefones pretos de disco (vai ver tem leitor que nunca viu nenhum...). Um suporte para telefone celular que permite atender e falar com o estilo usado na metade do século passado. Não é nada, não é nada, não é nada mesmo... Mas fica aí embaixo o registro. Que se não valer pela tecnologia, vale pela beleza da moça que exibe o artefato.

Figura 11: Telefone novo, fone antigo

NOTA 08 – CARREGADOR PORTÁTIL

Você é daqueles usuários para os quais a carga da bateria do celular nunca é suficiente? Bem, uma solução é carregar sempre uma bateria sobressalente. Então você troca o modelo do celular e compra mais uma bateria sobressalente. Nova troca, nova bateria e assim por diante. Pois bem, se depender da Maxpower, seus problemas acabaram (não, definitivamente não é uma afiliada das organizações Tabajara, é uma empresa chinesa sediada em Hong Kong). Aí estão, na figura abaixo, dois modelos de carregadores portáteis de celular. A bateria de seu celular descarregou? Pois carregue-o em um dos dispositivos e, depois, quando tiver acesso a uma tomada, recarregue ambos. Dá mais ou menos o mesmo trabalho que levar uma bateria sobressalente, mas você não vai precisar trocá-lo quando trocar de celular, pois eles vêm com conectores para quase todos os tipos existentes.

Figura 12: Carregadores portáteis para celular

E semana que vem teremos mais notas

Até lá.

Comentários dos Leitores

B. Piropo

 


URL: http://www.bpiropo.com.br
Copyright Benito Piropo Da-Rin
WebMaster:
Topo da Página
Atualizada em
(MM/DD/AA) + Hora
Wagner Ribeiro ]