Escritos
B. Piropo
Internet:
< Coluna em ForumPCs >
Volte de onde veio
02/07/2012
< Resenha da Computex 2012 – III >

Aqui vai o conjunto das últimas notas enviadas de Taipei durante a COMPUTEX 2012 e publicadas de forma avulsa durante a feira na seção "Direto da Redação" do ForumPCs. Foram colhidas nos dois últimos dias da exposição e enviadas imediatamente para publicação. E com esta coluna encerro a cobertura da COMPUTEX 2012.

E vamos a elas, começando pelas do terceiro dia da feira.

Nota 01 – COMBINANDO FONTES

O que vocês estão vendo do lado direito da figura abaixo é uma máquina soberba montada em um gabinete Antec. Reparem que ela ostenta quatro placas controladoras de vídeo GEFORCE GTX de altíssimo poder de processamento (o que implica altíssimo consumo de potência) e uma UCP também poderosíssima (o que se pode depreender do fato de que seu dissipador de calor é refrigerado a água). Uma máquina como esta deve consumir uma enorme potência elétrica. E de fato consome: se você reparar bem, em seu interior há uma fonte de alimentação Antec HCP 1300 Platinum, de 1.300W reais de potência nominal. Mas, para tamanho poder de processamento numérico e vetorial, 1.300W de potência não são suficientes. É preciso mais. Mas como agregar mais potência se a HCP 1300 é a fonte mais potente fabricada pela Antec (e das maiores disponíveis no mercado)?. Bem, segundo o representante da Antec na COMPUTEX, para quem tem fontes de alimentação da linha HCP Platinum, é fácil. Pois todas as fontes desta linha (que comporta três modelos, HCP-850, HCP-1000 e HCP-1300 que oferecem respectivamente 850W, 1.000W e 1.300W de potência real com eficiência superior a 90%) suportam a função "OC Link", que permite fazer com que duas fontes de alimentação HCP operem em conjunto, somando suas potências. Para isto, tudo o que é necessário é interconectá-las usando o fino cabo mostrado do lado esquerdo da foto, ligado a uma segunda fonte HCP, esta de 1.000W de potência real. O resultado é uma máquina que pode drenar até 2.300W de potência real das duas fontes conjugadas. Para que tanta potência? Jogos, pensará imediatamente o caro leitor. E com alguma razão. Mas não somente isto. Segundo o representante da ANTEC, máquinas como estas podem ser usadas para pesados cálculos científicos aproveitando a capacidade de processamento das UGPs das controladoras de vídeo para auxiliar na realização de cálculos vetoriais.

Figura 1: Duas fontes Antec HCP conjugadas

Nota 2 – DA SÉRIE "TEM GOSTO PARA TUDO"

Como se sabe, há gosto para tudo (e deve haver mesmo, porque se a memória não me falha eu vi estes mesmos gabinetes – ou dois outros muito semelhantes – na edição passada da COMPUTEX, mas nem por isto eles deixaram de me impressionar). Portanto eu tenho certeza que dentre os leitores alguns vão adorar os dois gabinetes da foto, da série Strike-X da Aerocool. O da direita é o modelo Strike-X Air. O da esquerda não conseguiu identificar o modelo talvez porque tenha sido demasiadamente mutilado em combate. Eu não sei exatamente que tipo de usuário botaria um negócio destes em cima de sua mesa de trabalho. Mas, por via das dúvidas, aconselho a quem escolher o modelo da esquerda a apontar aquela metralhadora para o outro lado. Vai que...

Figura: Estranhos gabinetes da Aerocool

Nota 03 – PEN-DRIVES CRIATIVOS

Correndo o risco de me tornar repetitivo, mais uma vez me vejo forçado a escrever sobre a notável criatividade dos projetistas de encapsulamentos para "pen-drives". É verdade que o campo é fértil e dá margem a largos voos da imaginação, o que enseja conceber modelos que beiram o mau gosto e o exagero. Mas, mesmo assim, de quando em vez aparecem coisas curiosas ou atraentes. Vejam os modelos da figura (e escolham quais os que vocês acham curiosos, quais os atraentes). O de cima, à esquerda, é mais uma daquelas combinações exóticas: um "pen-drive" que acumula suas funções com a de apontador de lápis (percebe-se na extremidade do "pen-drive" que está por cima o conector USB e na do que está por baixo o orifício redondo onde se introduz o lápis para apontar). Já os de cima e à direita parecem, efetivamente, chaves. E podem ser presos em um chaveiro, naturalmente (o que me parece que faltou para que o projeto ficasse ainda mais interessante foi um protetor para a extremidade onde estão os contatos). E, embaixo, um time de futebol. Basta arrancar a cabeça do jogador para fazer aparecer o conector USB (alguns são mostrados sem cabeça para exibir o conector). Quem não quiser usá-los como dispositivo de armazenamento, pode comprar um time inteiro e, quando achar merecido, arrancar a cabeça de um ou outro jogador. Aí estão os ronaldinhos e adrianos para não me deixarem mentir...

Figura: Pen-drives criativos

E agora vamos para as notas do último dia da exposição, uma sexta-feira, dia 8 de junho de 2012. Aí termina a COMPUTEX. Depois disto, só a entrevista coletiva oferecida pelos organizadores da exposição à imprensa internacional no dia seguinte com o balanço do evento, que já abordamos na coluna < http://blogs.forumpcs.com.br/bpiropo/2012/06/12/termina-a-computex-2012/ > "Termina a COMPUTEX 2012" publicada em 11 de junho.

Aqui vão, então, as notas finais publicadas no quarto e último dia da feira.

Nota 04 – A NOCTUA INOVA MAIS UMA VEZ

A empresa austríaca Noctua, fabricante de excelentes dispositivos dissipadores de calor, mais uma vez inova aplicando alta tecnologia a estes sistemas que em geral merecem pouca atenção não apenas dos usuários mas também dos fabricantes. Afinal, trata-se apenas de um conjunto de aletas de metal e uma ventoinha. Que tanta tecnologia pode ser agregada a uma combinação tão simples? Pois quem pensa assim se engana. A Noctua não apenas se esmera em fabricar sistemas de arrefecimento testados em túneis de vento que garantem altíssima eficiência na troca de calor com o ambiente como também, e já há bastante tempo, investe na tecnologia da redução de ruídos. E é nesta última área que ela apresentou seu mais novo produto que espera lançar no mercado dentro de alguns meses: um sistema dissipador de calor que incorporou a tecnologia ANC, de "Active Noise Cancellation" (Cancelamento ativo de ruído). Esta tecnologia, usualmente empregada em sistemas de reprodução sonora de alta qualidade, consiste em cancelar o ruído emitindo uma onda sonora de mesma amplitude porém de fase oposta, como mostrado na foto da esquerda da figura (obtida em material de divulgação da Noctua). Isto provoca o efeito denominado "cancelamento de fase", ou "interferência destrutiva", no qual a energia sonora gerada por uma das ondas é absorvida e cancelada pela energia emitida pela segunda. Em geral isto é feito por um sistema extremamente sofisticado no qual a onda sonora emitida pelo ruído é captada por um transdutor, sua fase é invertida e uma segunda onda é produzida por um dispositivo sonoro, uma técnica demasiadamente complicada para ser incorporada a um dissipador de calor. Pois bem: a tecnologia ANC patenteada pela Noctua permite que a segunda onda, que cancela a do ruído, seja gerada pela própria ventoinha mediante pequeníssimas modulações de suas hélices, de tal maneira que a onda antirruído seja emitida exatamente na mesma posição da geradora do ruído, o que permite que o cancelamento seja feito em todas as direções e independente do ambiente. Veja, do lado direito da figura, o protótipo de um dissipador de calor ativo que incorpora a tecnologia ANC em pleno funcionamento e, por detrás dele, o perfil das ondas sonoras geradas pelo conjunto. Isto permite usar os sistemas de dissipação de calor em ambientes onde se exige silêncio absoluto, como sala de edição musical e análises de ruído.

Figura: Dissipador de calor ativo com tecnologia ANC

Nota 05 – O ROBÔ ROBIN

Toda vez que eu via uma pessoa usando esses carrinhos elétricos de duas rodas que se movimentam de acordo com a inclinação do corpo do "piloto", sentia uma vontade danada de experimentar. Afinal consegui na COMPUTEX 2012, como se pode ver na foto (ajudado pelo instrutor, naturalmente). É o Robin M-1, fabricado pela chinesa Robstep (veja mais modelos no < http://www.robstep.com/en/index.php > sítio da Robstep). O carrinho usa o princípio do equilíbrio dinâmico e um sofisticado conjunto de giroscópios para se equilibrar. Pesa apenas 18 kg e suas baterias de lítio lhe concedem uma autonomia de 20 km ou três horas de "viagem". Recebe uma carga máxima de 150 kg e, segundo o fabricante, é ideal para transporte pessoal, patrulhamento externo e interno e entretenimento. Operá-lo é um pouco mais difícil do que eu imaginava, mas nada que um par de horas de treinamento não resolva.

Figura 5: O Robin M-1

Nota 06 – APOIO UNIVERSAL PARA TABLETES

O objeto da figura é mais um exemplo de ideia simples, porém muito útil. E tanto é assim que foi um dos agraciados com o prêmio Design & Innovation da COMPUTEX 2012 na categoria "Periféricos e acessórios". Trata-se do Tablet-Mate, um produto da Broadtek Industrial Inc. daqui mesmo, Taiwan. Feito de alumínio e silicone é leve e durável. Segundo os criadores, foi "inspirado na ideia de um círculo, que oferece diferentes superfícies de contato". Seu formato singelo permite que sustente de forma estável qualquer tablete de sete a dez polegadas em qualquer ângulo de visão ajustado pelo usuário. O tipo da coisa simples, barata e eficiente.

Figura 6: O Tablet-Mate

Nota 07 – FIXADOR DE TABLETES EM SUPERFÍCIES DE VIDRO

Recentemente fiz uma viagem ao exterior levando meu tablete. Usava-o, equipado com um cartão SMS que permitia uma conexão 3G com a Internet, para me orientar quando dirigia nas cidades e regiões com as quais não estava familiarizado ajudado por seu sistema de posicionamento global (GPS) em conjunto com o Google Mapas. Um olhar para a tela me mostrava imediatamente onde eu estava. O problema é que para isto eu precisava segurar o tablete com uma das mãos, o que além de incômodo era perigoso quando se dirige. Se ao menos houvesse um apoio para fixa-lo no para-brisas... Pois agora há: o "CR-3901 Car Cadle for tablets", da taiwanesa < http://www.digidock.com/ > Digidock. Ajustável para receber tabletes de sete a dez polegadas, pode girar 360º com suas juntas móveis e vem com um dispositivo de fixação a vácuo extremamente seguro para prendê-lo no vidro dianteiro (há ainda um modelo que pode se fixado no painel). Veja-o na figura.

Figura 7: O Digidock

Nota 08: O MENOR COMPUTADOR DO MUNDO

Isto que vocês veem na foto, o Uhost, segundo seu fabricante, a chinesa Smallart, é o menor computador do mundo. E de fato é pequeno: pesa apenas 35 gramas, mede 9 cm x 4 cm x 1 cm e vem equipado com um processador Renesas de núcleo duplo operando a 1,06 GHz e rodando o sistema operacional Android 2.3. Foi concebido essencialmente para entretenimento doméstico (mas pode ser usado para qualquer outro fim): sua saída de vídeo deve ser conectada a qualquer televisão que aceite o padrão HDMI. Suporta os formatos de arquivo AVI, RM, RMVB, MKV, WMV e MOV para vídeo, MP3, WAV, 3GP e WMA para áudio e JPG, BMP, GIF e PNG para imagens estáticas em uma resolução de até 1920 x 1080 pontos. Vem com 512 MB de memória RAM (ampliável até 1 GB) e 4 GB de memória ROM (ampliável até 32 GB). Pode se conectar a uma rede WiFi padrão 802.11 b/g/n, vem com um conector USB padrão (ao qual pode ser conectado, por exemplo, uma entrada de teclado e mause, de preferência sem fio), um mini-USB, entrada para um cartão Micro SD (que aparece na foto, quase no centro da face lateral), entrada para microfone (ao lado da fenda para o cartão) e saída HDMI (á esquerda, na foto). Interessante, pois não? E pensar que há poucas décadas, para abrigar a capacidade de processamento desta coisica com um centímetro de espessura eram necessárias algumas salas refrigeradas...

Figura 8: O Uhost da Smallart

Pois é isto. Assim termina mais uma COMPUTEX. A organização tem grandes planos para 2013. Vamos ver se eu terei ânimo e disposição para enfrentar novamente as 42 horas de duração de uma viagem Rio / Taipei para conferir.

Tomara que sim...

Comentários dos Leitores

B. Piropo

 


URL: http://www.bpiropo.com.br
Copyright Benito Piropo Da-Rin
WebMaster:
Topo da Página
Atualizada em
(MM/DD/AA) + Hora
Wagner Ribeiro ]